Tornando-me uma pessoa MINIMALISTA, eu?!

minimalismo

Eu sou uma pessoa de fases e amo curtir cada mudança que acontece na minha vida, afinal, cada mudança destas aí não acontece de maneira planejada, é uma coisa que rola naturalmente e sempre é muito bem vinda, pois amo mudança.

Sobre esta nova fase, eu descobri bem recentemente que estou me tornando, sem forçar barra nenhuma, uma pessoa Minimalista ou uma Minimalista Híbrida, kkkkkkk! Mas e aí, o que seria uma pessoa Minimalista e como eu cheguei a esta conclusão!?

Eu já tive fase consumista, fashionista, baladeira, adoradora de tudo quanto é excesso, coisa que acho que é bem comum em quem é ariana (o) e ansiosa (o), certo?! Ocorre que, de um tempo para cá, eu percebi que perdi a paciência para o mundo “extremamente fashion” e cheio de ditaduras; que aprendi a ter minha própria moda; que passar horas comprando deixou de ser interessante; que peguei asco de certas atitudes consumistas; que viver numa casa decorada demais me irrita; e, que comecei a olhar o mundo ao meu redor com outros olhos! Sobre o start desta fase eu até fiz um outro post, sem saber o que viria pela frente, tratava-se daquele momento Normcore, lembram-se? Clique aqui para ver. 

Em continuidade àquela tendência (que ainda faz muito minha cabeça) dias atrás, conversando com uma amiga que mora em NY, a Mary, ela me questionou se eu não estava me tornando uma pessoa Minimalista. A Mary ama estas nomenclaturas que classificam quem é quem no planeta, e por me conhece bem e há muitos anos, adora me classificar! Convivemos muito nas fases mais compulsivas por moda e festa, passando pela fase super nerds com desejo de ser artista, até chegar no momento atual, talvez mais madura. Mesmo morando distante, a Mary é aquela amiga pra dividir segredos deliciosos.

Pois bem, após ser questionada, fui ver o que é o tal do Minimalismo na vida pessoal e me encontrei! Claro que ser totalmente Minimalista é uma coisa muito extrema para mim, que curto satisfazer meus desejos, amo uma boa Chanel original, compras durante as viagens e realizar certos “desejos”!, mas adotar o “pensar muito antes de comprar”, o “só comprar o que estiver precisando” e o desapego do que tá em excesso não só no closet, mas na vida, são hábitos que adotei naturalmente e tenho me sentido muito mais feliz!

Aonde chegarei com esta mudança, ainda não sei, mas como disse, estou curtindo esta fase mais madura, em tons mais neutros, quando sei exatamente o que eu quero! É bom demais definir o que te faz feliz…!

Agora, dentro do conceito Minimalista presente livro que a Mary me indicou e estou adorando, quero compartilhar aqui no blog, algumas dicas, que tentarei adotar (sem extremismos) para realmente me tornar uma ex-compradora (quase que compulsiva e sempre insatisfeita), para uma minimalista feliz da vida com tudo o que tem e que valoriza coisas que passavam despercebidas no mundo.

Os 5 primeiros passos para adentrar ao mundo Minimalista, ou Minimalista Híbrido:

1. Mude os hábitos de compra: O início é mais chatinho, é a fase do “pensar para comprar”! Costumamos comprar o que temos vontade, sem pensar se realmente é útil ou necessário. A satisfação momentânea de felicidade, muitas vezes supera o racional e isso precisa mudar. Pois bem, para realmente viver esta nova fase eu tentarei pensar se cada item a ser comprado é REALMENTE NECESSÁRIO! Vamos ver o quanto fácil isso vai ser…! Até no supermercado este primeiro Desafio tem que ser trabalhado.

2. Desafio de livrar-se por 30 dias: Gente, este é o desafio mais maluco e eu já o comecei! Durante 1 mês, ou seja, 30 dias, temos que nos desafiar a se livrar de pelo menos uma coisa por dia. E nem vem com esse papo de se livrar e já comprar outro para substituir! É desapegar de verdade. Eu comecei pelo meu armário de sapatos. Tinha tanta coisa que nunca usei e tinha dó de dar… Mas já foram mais de 10 pares e até agora não senti falta de nenhum.

3. Quarto por quarto, espaço por espaço: É recomendado que a organização e simplificação da vida seja feita em ambiente por ambiente. Por exemplo, comece a simplificar o quarto, depois o ambiente de trabalho, tudo com calma, para a pressão não ser muito grande! Eu já sinto que quero simplificar tudo a minha volta e que o excesso, já me incomoda naturalmente.

4. Desafio das 100 coisas: Este aí já é um nível extra hard para mim e nem cogito encarar! Neste ponto, o super Minimalista do livro nos desafia a viver apenas com 100 objetos durante 1 ano. Para quem não está muito interessado nos extremismos, como eu, o Desafio pode ser estabelecido guardando muita coisa que está por perto, mas não é muito utilizado, desde canetas na escrivaninha, até cremes ou maquiagens que podem ser guardadas e “esquecidas por um tempo”! Vale à pena tentar sentir o quanto isso está fazendo falta. Eu guardei cremes, brincos, bolsas… Realmente alguns não fazem faltam e outros estão fazendo sim…!

5. Empacotar itens que parecem não ser tão úteis, por 21 dias!: Sabe aqueles itens, principalmente do closet, que não sabemos se realmente vale a pena manter ou não! Pois bem, se está difícil de desapegar o Desafio 5 é empacotá-los, guardando-os “escondidos” por 21 dias. Caso, durante estes 21 dias a necessidade ou desejo de usar o item surgir, ok ele fica! Se não surgir, já era, desapegue!

Bem, esta é a primeira fase, que estou vivendo e achando super interessante! Coisas como repetir roupa de uma maneira gostosa e inteligente, usar da criatividade para otimizar acessórios e ainda, ter muito mais espaço livre, tem sido ótimo e quero continuar.

Acredito que isso vai refletir aqui no MBW, afinal os looks serão menos constantes, o que acho que já estava acontecendo naturalmente, de maneira saudável! Mas prometo que tentarei ser criativa com o que me faz bem, adotando um estilo que é realmente a minha cara e não a cara de uma “X” que gasta compulsivamente para parecer legal ou “da moda”, sem perceber que o mundo é muito além do comprar!

bj bj bj e adorarei saber a opinião de vocês sobre tuuuudo isso!

Rê Nunes

Mais posts sobre este assunto:

12 comments

  1. Adoreiiiiiii !!!!
    estou super amando seu blog agora, não que antes não gostava… mas tinha coisas ( meia ) que surreal… fora do padrão de qualquer pessoa ( sem ser consumista )
    Eu adotei essa fase a algum tempo, não compro por comprar… e vivo, VIVOOOOO sem as coisas que eram ( importantes ) que não eram na verdade…
    qual o nome do livro ? amei…. me identifiquei com essa super nova fase…. e estou nela… mas queria mudar mais coisas… nada melhor que ler e entender melhor… passe o nome do livro.
    bjs

    1. Que mensagem gostosa! Muito bom saber que tem alguém que leu o que escrevi e concorda! Eu estou sentindo exatamente isso que vc escreveu, muitas coisas que eram importantes ou até fundamentais, deixaram de ter importância e estou amando isso!
      Muito bom trocar estas idéias por aqui, acho que amadureci um pouco…!
      O livro que estou lendo no momento é em inglês: The Joy of Less, A Minimalist Living Guide: How to Declutter, Organize, and Simplify Your Life. Estou procurando versões em português bacanas, mas ainda não encontrei nada! Se souber de algo, recomende, please!
      bj bj

  2. uauuuu, quantas mudanças Re. Mas se te faz feliz, embale nessa!! Consumismo exagerado já era! Minimalismo tb não pode deixá-la apreensiva. Vá curtindo! Bjs

    1. Camis “acho que mudei” e para o bem (espero!) kkk! Pode deixar que não serei uma extremista, mas acho que uma híbrida com maior poder de decisão! obrigada pela mensagem, adorei! bj bj

  3. Rê,
    tem uma “guru de arrumação” japonesa que estava aqui no Brasil (Marie Kondo) lançando um livro que aparentemente é um fenômeno. Nele, ela ensina várias dicas e passos para organizar a casa e, consequentemente, a vida. Tem uma dica, especificamente, que me tocou, e serve para tudo na vida: “3. Jogue tudo que não lhe traz alegria”. Dá uma busca sobre ela no Google, é bem legal.
    Boa sorte na nova fase!
    Bjo.
    Ana (da faculdade!!!!)

    1. Ana, tudo bem? Que saudades lindona! Já anotei e vou atrás, pelo visto é super no mesmo caminho do que estou procurando! Obrigada pela dica! bjo enorme!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *