Trekking com cachorros – Trail Run no Caminho do Sal

Há meses que tenho tentando iniciar a minha vida trilheira, fazer trekkings ou trail run, mas ainda é apenas um projeto!

Mês passado fiz uma trilha com o pessoal do Método de Rose de São Bernardo – onde pratico yoga – e amei muito! Depois disso cheguei a procurar um grupo para iniciantes nestes esportes, mas ainda não tive sucesso, ou seja,  não encontrei nada por aqui, próximo a São Bernardo do Campo – SP.

Em razão disso, neste fim de semana, o Tatá (meu namorado e triatleta) resolveu deixar os treinos intensos de lado e convidou-me para fazer um trekking com os cachorros pelo Caminho do Sal.

Para mostrar um pouco desta nossa experiência eu filmei e resolvi postar no Youtube e agora você pode conferir o vídeo com algumas dicas aqui, é só clicar. Após o vídeo tem mais dicas, confira:

– O acesso para o Caminho do Sal é pelo km 39,5 da Estrada Velha de Santos – SP 148.
– Leve água para você e para os cachorros, não há nenhum comércio local.
– Protetor solar, boné, repelente, lanchinho… Prepare a mochila com tudo.
– Escolha um tênis próprio para trekking ou se não tiver (meu caso!), opte por um com a sola mais grossa, assim as pedras não irão atrapalhar!
– Passe protetor e repelente nos cachorros também!
– Fizemos 8km em 1 hora e 30 minutos. Como o caminho tem muitas pedras e buracos em vários momentos nós andamos, o que não deixou o treino menos intenso!

Sobre nossos cachorros: O Iron e a Olivia Palito são da minha sogra e nossos amores! A raça deles é Whippet, espécie de Galgo. Os galgos são corredores por natureza e extremamente atléticos, cheios de energia, ou seja, perfeito para quem quer um parceiro para praticar esportes.
O gênio do whippet é ótimo, dócil e carinhoso.

Caso você esteja procurando um cachorrinho parceiro para o esporte os recomendamos muito e o Tatá sabe um Canil confiável e extremamente correto para recomendar.

E então, gostou das dicas?

Possui alguma dica de trekking ou corrida para compartilhar? Quero muito ingressar neste mundo das trilhas e adorarei receber aqui.

bj bj

Rê Nunes

Dicas de Lanzarote 1

Primeiro post com dicas de Lanzarote!

Lanzarote é uma das ilhas que fazem parte das Canárias, pertencentes à Espanha. Lanzarote é extremamente especial e muito diferente, principalmente por ser formada por vulcões adormecidos, ou seja, enormes crateras e rios de lavas por todos os lados.

Lanzarote é composta por diversos Municípios e a Ilha é relativamente grande,  por isso recomendamos que alugue carro (destacarei os motivos no final do post).

Nossa opção por viajar até Lanzarote realmente foi para o Tatá fazer o Ironman e acredito que por nunca termos cogitado conhecer as Ilhas Canárias antes, ou por não conhecer ninguém que já tivesse estado em Lanzarote,  ficamos tão surpresos com a riqueza cultural, natural e gastronômica deste paraíso.

Há cerca de 1 ano atras o Tatá decidiu fazer o primeiro Ironman fora do país, depois de ter feito 5 provas no Brasil. Eu dei o maior apoio e logo e começamos a estudar as possibilidades. Ele já havia ouvido falar em Lanzarote por ser conhecido como a prova de Ironman mais difícil do mundo e eu apenas havia ouvido falar nas Ilhas Canárias, mas sem nenhuma pretensão.

Quando Lanzarote surgiu em nossas pesquisas, eu fiquei simplesmente enlouquecida para conhecer este lugar e dei o maior apoio ao Tatá. Começamos analisar a viabilidade em fazer esta prova fora tão diferente e pronto, concluímos que sim, esta seria “A PROVA” do ano de 2017 para ele!

Rapidamente, ao contar para alguns amigos atletas, mais 2 casais amados se animaram e, assim, logo o grupo de WhatsApp estava montado, os jantares para articularmos a viagem foram iniciados e os 4 super atletas Tatá Lazzuri, Leandro Dasler, Vivi Campos e Arthur Ruffato começaram os treinos.

Eu, que amo organizar viagens, fiquei encarregada de descobrir o que fazer em Lanzarote e me surpreendi com a quantidade de opções sensacionais.

Agora, vou mostrar um pouco da chegada em Lanzarote e estou separando as imagens para preparar as dicas de hotéis, praias, restaurantes, o que fazer em geral. Já, o Tatá prometeu escrever sobre a prova! Também continuaremos com os filminhos no youtube.

Ficamos em Lanzarote 6 dias que foram recheados de atividades legais.  A prova aconteceu no 4º dia e acredito que se ficássemos 1 dia completo a mais, conseguiríamos dar conta de tudo que programamos.

Sobre nossa chegada na ilha, assim que aterrizamos em Lanzarote fomos dar uma volta para conhecer a cidade e eu já me encantei pelos cactos por todos os lados. Outra coisa impressionante é o vento, que para quem vai fazer a prova é um tanto assustador. No mais o clima em maio é maravilhoso, a ilha é super segura e a beleza única.

As palmeiras parecem já nascer tortinhas de tanto vento.

O primeiro Município que paramos foi Costa Teguise. Até pensamos em nos hospedar no Meliá que fica nesta praia e parece ser ótimo, mas fica super longe da praia da prova, que chama-se Puerto del Carmen. Para quem estiver pensando em ir à Lanzarote a passeio acho excelente opção, entretanto para quem for competir, é longe demais da largada, não aconselhamos.

Costa Teguise tem uma praia grande linda, mas não tem tanto charme quanto outros locais da ilha!

A temperatura estava ótima. Durante o dia short e camiseta com conforto, já durante a noite esfriava um pouco… Look: Camiseta Osklen | Shorts Zara Munique | Bolsa Chanel | Óculos Ray Ban. 

A arte é presente por toda Lanzarote e Manrique é a pessoa responsável por isso!

Por ser uma ilha vulcânica as pedras cinzas são sempre presentes e contrastam com o mar que varia entre turquesa e um intenso azul maravilhoso. 

Em alguns lugares de Lanzarote existem praias com areia mesmo, com esta na Costa Teguise, mas isso não é a regra, muitas praias são de pedra. 

O Tatá resolveu não levar a bike e alugou uma lá no Município de Costa Teguise. Sobre “alugar a bicicleta para fazer um Ironman“, pedi para ele fazer um post explicando as vantagens e desvantagens e já adianto que ele achou ótimo ter alugado e deu tudo super certo!

A loja que o Tatá alugou a bike chama-se TRIBIKE, The Bike Station. Ele fez tudo via e-mail e o cara da loja é super gente boa.

Magrela na mão logo no primeiro dia, e a sensação de que tudo vai dar certo… 

Em Costa Teguise tem um comercio gracioso…

Lanzarote tem um plano diretor que determina que todas as construções devem possuir fachadas brancas, o que fica maravilhoso em contraste com a terra arenosa e cores vulcânicas presentes em toda a ilha.

Lanzarote é muito especial e ficamos encantados, com muita vontade de voltar.

Fotos: Re Nunes e Tatá Lazzuri 

Dicas essenciais de Lanzarote: 

1. Onde hospedar em Lanzarote? Hotel Hesperia – em Puerto Calero – Hotel 5 estrelas com preço ótimo e excelente em todos os aspectos – farei post com detalhes, mas recomendo até para quem for participar do Ironman;

2. Alugue um carro, indiferente do objetivo da sua viagem, pois praticamente não existe outro opção de transporte, nem público ou mesmo taxi. Uber não existe por lá! A ilha é extensa, então o carro é realmente necessário em vários momentos.

3. Dica de ouro: Alugue um ROTEADOR junto com o carro! A Avis do Aeroporto de Lanzarote tem opção de aluguel de roteador no lugar do GPS , o que é a melhor opção! O roteador pode ser usado em até 5 celulares ao mesmo tempo e a internet é ótima. Sinceramente, é muito difícil circular pela por todos os Municípios sem waze e o preço do roteador compensa, cerca de 5 Euros o dia e como estávamos em 6 pessoas, ficou muito baratinho para cada.

4. TRIBIKE, The bike Station é a loja que o Tatá alugou a bike e teve um ótimo atendimento. Endereço: Av. Islas Canárias, 14, Costa Teguise, Lanzarote.
Clique aqui para acessar o site Site Tribike, Lanzarote.

5. Como comprar passagens aéreas para Lanzarote? Comprar os aéreos para Lanzarote pode não ser tarefa muito fácil. Mesmo com antecedência, quando começamos a pesquisar os valores estavam muito altos e a logística para chegar ao Marrocos e Portugal na sequencia estava super complicada. Nós optamos por comprar as passagens com uma Agência de Turismo parceira, a Neoturismo de Santo André. Os preços ficaram muito mais baixos do que comprar nos sites das companhias aéreas, visto que a Neoturismo conseguiu passagens com o número de bagagens que precisávamos e organizou os vôos de entrada e saída de maneira perfeita que saiu muito melhor do que quando nós estávamos cotando!

Gostou das dicas? Continuarei postando sobre Lanzarote e caso queira alguma dica específica nos envie e-mail no renunes01@gmail.com ou comente abaixo.

Caso queira conhecer um pouco mais de Lanzarote clique aqui.

bj bj e ótima semana.

Re Nunes

Como subir a Table Mountain? Cape Town!

image

Eleita uma das Sete Novas Maravilhas Naturais do Mundo, a Table Mountain possui uma beleza indescritível que pode ser observada de todos os pontos de Cape Town.

Entre várias coisas para se fazer em Cape Town, sem dúvidas, subir a Table Mountain é uma das mais fantásticas! Para quem não gosta de “aventura” ou prefere subir de maneira mais confortável, a opção  é um teleférico chamado Cableway, já se você gosta de longas caminhadas e subidas bem íngremes recompensadas pelas paisagens mais sensacionais de Cape Town, encare este desafio.

Para subir a Table Mountain através do Cableway é recomendado que compre o ingresso com antecedência através do site www.tablemountain.net e dependendo da época do ano, esteja preparada para a possibilidade de extensa fila.

Outra dica valiosa é: SUBA A TABLE MOUNTAIN O MAIS CEDO POSSÍVEL. Com o decorrer do dia é comum que o clima no topo da montanha mude e o tempo feche, prejudicando a vista e tornando o passeio totalmente sem graça!

Agora, vou contar sobre a experiência em subir a Table Mountain da maneira mais legal, através da trilha:

Para começar, vá até a estação do Cableway, que fica na Tafelbergb Rd e dá para chegar de carro.

A Tafelbergb Road costuma ter um certo trânsito, por isso decidimos deixar o uber no começo da avenida e fomos caminhando desde o começo da avenida, o que foi muito legal! As casas no decorrer da estrada são surreais, construções chiquérrimas que valem ser conferidas!!

Passada a estação do Cableway continue pela Tafelbergb Rd e vá observando a montanha, pois já poderá ver pessoas andando nas trilhas. Vá conferindo as placas e verá indicação das trilhas. Nós escolhemos uma que indicava 2 horas e 30 minutos de duração média de caminhada até o topo.

table mountain, como subir a table mountain, dicas de cape town, o que fazer na cidade do cabo

Dicas para a trilha: leve 1 litro de água, escolha roupas fitness bem leves, meias longas para proteger as canelas e tênis bem estável, pois a subida tem pedaços sinistros!

A trilha é cansativa e tem hora que é até um pouco tensa, mas a paisagem, as pessoas subindo na maior energia incrível, a adrenalina e a vontade de vencer a montanha supera qualquer dificuldade.

Tata lazzuri

Minha última tattoo: Thanks for Sharing! Um gatilho mental de superação que usei muitas vezes durante o trajeto.

Quando chegamos no topo a paisagem deixa de ser apenas da cidade e se abre ao mar… é tão lindo!

table mountain dicas

A Lion’s Head à esquerda e toda Cape Town na base! Reparem no topo da foto ao lado direito um dos estádios que recebeu a Copa do Mundo da África do Sul, lembram-se dele?!

vista table montain cape town

No topo da Table Mountain há um restaurante e um Wi-Fi Lounge, de onde tirei esta foto. Neste local dá para comprar o ticket para descer a montanha através do Cableway.

As cores são sensacionais, a vista, a energia! Foi realmente para fechar 2016 com chave de ouro.

table mountain, como subir a table mountain, dicas de cape town, o que fazer na cidade do cabo

Esta casinha fofa é o restaurante no topo da montanha! Tudo tão lindo!

E então, gostou do post? Já pensou em viajar para a África do Sul? Caso queira dicas específicas ou dica de Agência de Turismo de confiança para montar sua viagem, entre em contato através do e-mail renunes01@gmail.com que adorarei ajudar.

Endereço da estação do Cableway e balcão para comprar Tickets: Tafelberg Rd, Gardens, Cape Town, 8001, África do Sul.

Site Table Mountain: tablemountain.net.

Para mais dicas de Cape Town e África do Sul clique aqui! 

bj bj e ótimo domingo.

Rê Nunes

 

Promoção Fit3 de Inverno 8+1 | Portfólio

Oi Gente,

Esta semana colocamos no ar a promoção do Centro de Treinamento Fit3 de Inverno 8+1 com a arte feita por mim!!!

Nada de deixar de cuidar da saúde neste inverno, aproveite a promoção do melhor Centro de Treinamento do ABC e fique magra, linda e saudável!

A PROMOÇÃO Fit3 8 + 1 funciona da seguinte maneira: Você fecha o plano de 8 meses e ganha 1 mês totalmente grátis!

campanha 1 fit3 para post blog

A super promo é válida para novos alunos e também para alunos já matriculados.

Endereço Fit3: Rua Dr. Messuti, 41, Vila Bastos, Santo André – SP.
Telefone Fit3: (11) 4509-1719.

Qualquer dúvida me envie um e-mail!

Ah, e quanto à arte, aprovada? Eu amo fazer “arte” e adorarei os pitacos de vocês!

bj bj bj

Rê Nunes

Como participar de uma corrida fora do Brasil e Dicas sobre a Meia Maratona de Verona, Italia

meia maratona de verona

Olá!

Perguntaram-me, algumas vezes, como fazer a inscrição para participar de corridas de rua fora do Brasil e neste post contarei um pouco como é simples.

Eu participei de diferentes corridas de rua no exterior e algumas, como a Maratona de NY, que fiz há alguns anos, requer que a inscrição seja feita com uma agência especializada. Neste caso eu fechei o pacote completo com a Kamel (clique aqui para acessar o site), empresa super séria. Post completo aqui. 

Já, em corridas que não necessitam de agência especializada, eu recomendo fazer o site no site oficial, mesmo sendo estrangeiro.

Em outubro do ano passado eu corri a Meia Maratona de Verona e foi incrível.  Fiz a inscrição no site oficial, clique aqui para acessar e foi fácil. Havia versão em inglês e foi só preencher com os dados e pagar com cartão de crédito tanto a inscrição, quanto uma doação exigida.  A única coisa diferente das inscrições que já havia feito, é que dizia ser necessária a apresentação de atestado médico ao retirar o kit, mas quando chegamos para retirar, ninguém o cobrou.

Uma estratégia que eu adotei para participar de provas fora durante viagens para fora é que, toda vez que marco a data do passeio,  já começo a procurar provinhas nas cidades que passarei. Na última viagem para a Itália, consegui coincidir a viagem com a mencionada corrida de Verona, que foi a Meia Maratona mais linda que já fiz.

Agora um pouco da prova, com fotos feitas pela Go Pro:

DCIM102GOPROFomos surpreendidos na largada, a prova que acreditávamos ser pequena, estava cheia e haviam muitos participantes! A estrutura impecável. Foi sensacional.

DCIM102GOPROA Meia Maratona de Verona, que acontece junto com a Maratona e provas menores, é extremamente organizada e vale muito a pena participar!

DCIM102GOPROLargamos no centro histórico, que ficava pertinho do hotel, foi ótimo. Imaginem que incrível correr dentro da cidade murada, passando por castelos e construções históricas. DCIM102GOPRODeixamos o centro e partimos para uma área agrícola linda. Beiramos um rio que tinha um cenário mágico!

DCIM102GOPROFora do Centro Histórico, Verona tem avenidas largas e a corrida fluiu muito bem. Reparem no chão as esponjinhas que entregaram para nos refrescar. DCIM102GOPROCada cenário que encheu os olhos.
DCIM102GOPROEste aí fez a meia maratona vestido de índio e  completou a prova com o filho no carrinho. Demos muitas risadas com eles. DCIM102GOPRONo final, eu que não treinei muito bem para esta prova, estava sofrendo…

DCIM102GOPRODe volta ao centro histórico foi só felicidade…DCIM102GOPROEnfim consegui! Completei os 21 km e pouco em 2 horas. O Tatá me acompanhou em grande parte da prova, mas como ele voa e  não corre, ele acelerou no final e depois ainda voltou para me buscar e cruzar a linha de chagada comigo! Foi bem emocionante.

DCIM102GOPRONeste cenário lindo de viver, ganhei minha medalha italiana! Depois foram só comemorações!

E então gostou do post?

Verona é demais! E para mais dicas sobre esta cidade tão linda, clique aqui. 

bj  bj bj

Rê Nunes