Dicas de Havana, Cuba – Passeio pelos Principais Pontos Turísticos num Carro Antigo!

Cuba foi um país que nos surpreendeu e vivo por aí recomendando esta experiência!

As pessoas, a história, a questão política, a arquitetura, os sabores… é tudo tão interessante e diferente, que torna tudo ainda mais encantador.

Para mostrar um pouco sobre nossa experiência postamos um vídeo no Youtube sobre nosso tour feito com carro antigo e demos algumas dicas para escolher o motorista, conseguir desconto na negociação e ainda, pontuamos os Pontos Turísticos mais interessantes, que devem ser visitados durante o tour.

Assista ao vídeo e se inscreva em nosso Youtube, ajudando-nos a virar logo um Canal!!

E então gostou? Amarei saber sua opinião.

Em breve postarei as fotos deste momento tão especial e pontuarei mais dicas.

 

Para mais informações e dicas de viagem de Havana e Cuba clique aqui. 

 

bj bj bj e ótima quinta-feira

Rê Nunes

 

Dicas de Restaurantes em Praga – Especial Café Imperial

Olá!

A Gláucia, uma amiga iniciante no mundo das viagens, tem como seu próximo destino com uma turma de amigas o Leste Europeu  e estou ajudando-a com as dicas de viagens.

Ao relembrar minhas viagens para o Leste Europeu, fiquei mega saudosista de Praga e resolvi postar aqui a lista de Restaurantes e observações que estou enviei para as meninas, aproveitando para mostrar fotos de um dos restaurantes mais especiais da Capital Tcheca, por conter um contexto histórico incrível, o Café Imperial.

É preciso deixar claro que a comida em todo o Leste Europeu é diferente, forte e deliciosa! Os pratos mais tradicionais geralmente são os cozidos de carnes, batatas e pães mais pesados, já as saladas não são tão comuns nesta região da Europa, principalmente nas épocas mais frias. Mas, nada disso é motivo para se preocupar, afinal uma cidade como Praga, onde o turismo é fundamental na economia, os restaurantes com menus internacionais são fáceis de encontrar.

Agora, sobre o restaurante que mais amei em Praga, o Café Imperial,

O Café Imperial foi inaugurado em 1914 e passou para uma reforma em 2007. A decoração do restaurante no estilo Art Nouveau nos encanta pelos mosaicos em cerâmica que estão por todos os lados, formando desenhos que remetem a uma linda natureza. Por mais estranho que isso possa soar, a sensação é que há uma mistura entre arte oriental, grega e romana, no meio das flores e animais característicos da Art Nouveau. Já, nos tetos, as flores feitas de cerâmica faz lembrar pixels ou então o bordado do ponto cruz. Eu amei esta sensação.

O bacana é que mesmo o Café Imperial sendo este lugar tão maravilhoso o valor dos pratos é super ok e o serviço excelente.

Seguem as fotos:

O Café Imperial funciona desde cedo até a noite, sendo opção para almoço, jantar, café-da-manhã e até mesmo um café ou sobremesa.Repare na diversidade dos elementos que decoram o ambiente! É fantástico estar num lugar deste.

O teto que tanto me encantou. Reparem no lindo trabalho que faz lembrar pixels.  

Guerra de Donuts Dormidos – “Saturnin’s Bowl”

Por mais maluco que possa parecer, no passado aconteciam no Café Imperial as lendárias Guerra de Donuts. Os clientes pediam um prato chamado “Saturnin’s Bowl”, um prato com 15 donuts feitos no dia anterior ou amanhecidos, recheados, que poderiam  ser atirados pelos clientes, uns nos outros! Ah, os clientes habilitados a participar da Guerra de Donuts deveriam estar sóbrios e serem  maiores de 21 anos…

Em pesquisa aqui na internet, descobri que Saturnin (também nome do prato) é um personagem do livro de Zdeněk Jirotka. Em tal livro há uma análise de qual a reação das pessoas diante de um prato de Donuts e no resultado da pesquisa apareceu várias opções comuns, do tipo comer, olhar…, entretanto uma opção surpreendeu: muitos indivíduos fantasiavam em jogar o Donut em outra pessoa, o que o Café Imperial desejou tornar real!!

Desde 1914, quando inagurados, tanto o Hotel Imperial quanto o Café Imperial viveram anos de sucesso, beleza e fama, entretanto quando iniciou-se a Segunda Guerra Mundial, os soldados alemães declararam que tanto o Hotel quanto o Café Imperial eram deles e, assim, os Tchecos tiveram que parar de freqüenta-los.

Finalizada a Guerra, A República Tcheca, antiga Checoslováquia, passou a integrar a União Soviética e  o prédio do Hotel e Café Imperial foi listado e considerado uma parte do patrimônio cultural Tcheco, passando a ser usado como habitação para membros do sindicato. A operação no hotel e do café cessou na década de 1980. Assim, depois de todos os eventos históricos e a separação que originou a República Tcheca, um longo efeito de reconstrução se seguiu de 2005 a 2007, e assim, foi restaurado o Café Imperial, para nossa sorte e deleite!!Depois de algumas taças de vinho, até foto no espelho do banheiro acabou rolando! O Art Nouveau está presente até mesmo na pia, fantástica. 

As belíssimas colunas cheias de detalhes…

Look de viagem: Camiseta Metallica Top Shop que “descombinei” com broche Chanel – para fazer aquele Hi-Lo tão amado! Calça legging, jaqueta de couro e tênis Osklen. 

Esta visita à Praga aconteceu no mês de setembro e estava um friozinho gostoso e nada sofrido, tipo começo de inverno em SP!

Vinho Tcheco. Indiferente da tradição na produção de vinhos, eu sempre experimento o vinho local e sabe que este vinho estava bem gostoso…

Nossa entradinha: um tartare extremamente saboroso…


Prato principal escolhido por mim e Tatá: Schnitzel 

Eu amo Schnitzel, um dos meus pratos favoritos quando viajo pelo Leste Europeu e esta é uma excelente opção no Café Imperial. O schnitzel me faz lembrar a infância, quando minha fazia, pelo menos 3 vezes por semana, o meu prato mais amado que eu batizei de bife de casquinha. Hummm schnitzel me faz lembrar o quanto era bom comer, quase que diariamente, um bife empanado frito sem nenhum peso na consciência!!!

Para a sobremesa eu recomendo a BOMBA DE CHOCOLATE SURPRESA! Que delícia…!
Uma pena que eu não fotografei – assumo que estava tão animada em saborear que até esqueci das fotos…
Para os apaixonados por chocolate, aviso que o chocolate tcheco é delicioso e esta sobremesa que trata-se de uma bola de chocolate que recebe uma calda quente e vai derretendo…, é uma das melhores coisas que experimentei por lá.

Concluindo, segue a lista dos 7 Restaurantes que amei e recomendo em Praga: 

1.Café Imperial
Endereço Café Imperial: Na Poříčí 15 – 110 00 Praha 1
site: cafeimperial.cz
Aberto das 6:30 às 23:00h

2. Hergetova Cihelna: Numa das vistas mais lindas de Praga, este restaurante tem uma varanda maravilhosa com aquecedor na beira do Rio Moldava. Com deliciosas opções no Menu, o Hergetova não é exatamente barato, mas tem opções justas no menu, como as pizzinhas individuais. A vista e o ambiente valem o preço. Escolha a mesa na Varanda, tem aquecedor e cobertor.
Site: kampagroup.com/en/restaurants/hergetova-cihelna 

3. Kampa Park: Restaurante super sofisticado e incrível em Praga! Reserve com antecedência. Uma das melhores vistas da cidade. Escolha o Kampa Park para um jantar maravilhoso e muito especial.
Site:kampagroup.com/en/restaurants/kampa-park

4. Grand Café Orient: Decoração muito leste Europeu, num clima bem legal. Este restaurante tem ótimas opções com preço bacana!
Site: grandcafeorient.cz

5. Pagana: Perfeito para um jantar top.
Site: pagana.cz/en

6. CottoCrudo: italiano delicioso em Praga. Estou colocando estas opções de restaurantes italianos pois sei que quem roda muito tempo no Leste Europeu pode sentir falta de uma comida mais parecida com a nossa e este italiano é delicioso.
Site:cottocrudo.cz

7. Alforno Focacceria: Um restaurante Italiano para comer bem e com preço super ok! Seguindo o comentário da dica acima, quando estive com meus pais em Praga, já estávamos rodando o Leste há mais de 10 dias e meu pai estava a procura de uma boa massa saborosa para almoçar. Foi assim que descobrimos o Alforno que era bem próximo ao nosso hotel. Assumo que mesmo não curtindo repetir restaurantes, acabamos voltando lá por mais 2 vezes pois a comida é deliciosa, ambiente super gostoso para almoço e o preço bacana.
Site:al-forno.cz/en

E assim finalizo este post sobre o Café Imperial e 7 Dicas de Restaurantes em Praga!

Gostou da dica? Gostaria de acrescentar algo? Amarei saber a sua opinião e saber qual o próximo destino lhe interessaria ver aqui no blog.

♥ Para mais dicas de Praga clique aqui! 

bj bj bj e até.

Rê Nunes

10 Melhores Restaurantes de São Paulo – na minha opinião, em 2017!

São Paulo é uma das cidades mais fantásticas do mundo no quesito Gastronomia. Encontramos em SP os melhores restaurantes, mais variados e para todos os bolsos.

Acredita que entre tantas opções disponíveis, às vezes ficamos na dúvida e acabamos rodando, rodando e caímos nos favoritos, deixando de experimentar novos sabores.

Por isso, resolvi postar a minha lista “Top 10 Restaurantes em SP – neste momento”, destacando alguns que amo e frequento com recorrência.
Ah, deixo claro que na minha lista pode não conter restaurantes sensacionais ou premiados do tipo um Jun Sakamoto da vida, afinal eu listei restaurantes que eu vou com frequência e realmente fazem parte do meu cotidiano, respeitando estes super tops que eu até já fui e realmente vivenciei uma experiência surreal, mas que neste momento não fazem parte do meu cotidiano, ok?!

Segue a lista:

  1. Le Jazz – o que mais amo! Não consigo deixar de amar o Le Jazz e se bobearmos, rodamos, rodamos e acabamos indo pra lá. O Le Jazz é meu favorito em SP por seu ambiente, comida e serviço.
    Dica de ouro: Vá aos finais de semana e peça os Moules – meu prato favorito na vida! Peça para vir com pão quentinho. 
  2. Le Manjue – amo o cardápio e o conceito do Le Manjue. Toda a questão orgânica que se estende até a carta de vinho me encanta.
    Dica de Ouro: Diferente de todos que amam a ganache, eu gosto muito mais e recomendo o Brigadeiro com Geléia de Pimenta. 
  3. Esther Rooftop – apaixonei recentemente e já estou com planos de frequentar…. Ambiente nota 1000 e comida bem bacana. Tente sentar na sacada.
    Dica de ouro: peça o drink Crème Brûlée como sobremesa, em vez de um doce convencional. Este drink é fantástico e bem docinho…
  4. Chez Oscar – adoro o ambiente do Chez e além disso a comida é muito deliciosa. Se for jantar dê uma esticadinha no Bar de Cima.
    Dica de Ouro: peça o Nhoque Rústico (água na boca de pensar) e para beber a Sangria. 
  5. Teus – recomendado por uma amiga, a Celine, virou nosso ponto de encontro. A Celine é amiga dos proprietário e de toda a equipe que trabalha por lá, que atende a todos os clientes maravilhosamente. Comida show.
    Dica de Ouro: Pet Friendly. Dá para ir com o cachorro e sentar super confortavelmente dentro do restaurante ou na área externa. 
  6. Maní Fantástico, um dos que mais amo e está nos meus favoritos há alguns anos…
    Dica de Ouro: peça o Couvert e delicie-se com o Biscoito de Polvilho mais especial do mundo! Tem dias que tenho vontade de nem pedir o prato e continuar me deliciando apenas com o biscoito…
  7. Jam – já considero o Jam um clássico em São Paulo, pois há muitos anos ele é o meu restaurante japonês favorito. Eu não entendo sobre a qualidade do peixe, se é tradicional ou não, o que eu entendo é tudo por lá me agrada demais, principalmente quando rola uma musiquinha ao vivo.
    Dica de Ouro: para quem ama trufa, como eu, peça o Ussuzukuri Trufado. Uma espécie de carpaccio com um dos melhores molhos que já comi. 
  8. Mori – alguém mais curte, às vezes, ir num restaurante japonês para “comer até morrer”? Às vezes eu tenho vontade de comer loucamente e o Mori é o lugar que mais amo para isso, um dos poucos rodízios que adoro.
    Dica de Ouro: Harmonize o sushi com Espumante. o Mori tem algumas opções de vinho bem bacanas, o que eu prefiro no lugar do saque.
  9. Cabanaa hamburgueria favorita do Tatá, neste momento!
    Dica de Ouro: tem opções de vinhos em taça e, para quem está procurando manter a forma, tem algumas opções legais de salada. Para quem não está muito preocupado com isso, peça a batata trufada.
  10. Frutaria São Paulo excelente opção para quem quer levar o dog para passear. Agora tem até prato para os cachorros, sensacional. Várias opções saudáveis bacanas no menu.
    Dica de Ouro: Salada de salmão defumado com amêndoas, deliciosa. Para quem ama o encontro do doce na salada esta é a melhor escolha. 

E então gostou?

Adoraria que você deixasse agora a sua opinião sobre os restaurantes e as suas Dicas de Restaurante em São Paulo, afinal conhecer lugares novos nesta cidade tão incrível é bom demais.

bj bj bj e ótima semana

Rê Nunes

 

10 Dicas de Marrakech e Dicas do Marrocos

Olá gente!

Esta semana resolvi voltar a falar sobre um destino que está no meu Top 10 Destinos mais amados: Marrocos!

Marrakech, no Marrocos, é uma das cidades mais mágicas que já pude visitar e que me encantou pra valer, por isso, recomendo que você a conheça.

E, para mostrar um pouco de tudo que vivenciamos em Marrakech fiz um vídeo para o Youtube, com as melhores dicas vários momentos legais que tivemos por lá.

Agora, confira abaixo o vídeo clicando na imagem e peço, com muito carinho, que você me siga lá no Youtube para transformar meu espaço por lá num Canal!

E então, gostou das dicas?

Para mais posts sobre o Marrocos clique aqui! 

bj bj bj

Rê Nunes

Dicas de Viagem Havana, Cuba: Hotel Nacional

Depois de postar o vídeo sobre o Hotel Nacional de Cuba, chegou o momento de fazer o que mais amo aqui no blog: postar as fotos e contar um pouco da história deste lugar incrível em Havana.

Que ficamos encantados por Havana e que Cuba superou muito nossas expectativas, eu já falei bastante, mas agora quero contar um pouco de cada lugar que estivemos, começando pelo Hotel Nacional.

Vista do Malecon a partir do jardim do Hotel Nacional

O Hotel Nacional, símbolo de Havana, foi construído por empresas americanas em 1930 numa mistura de estilos (assim como a maioria dos edifícios em Cuba!), incluindo entre eles o romano, mourisco e Art Deco. Inicialmente o Hotel Nacional era operado em Cuba pelas redes americanas Plaza Hotel, Savoy-Plaza Hotel e Copley Plaza Hotel, relembrando que Cuba era um dos principais destinos de viagens para os Americanos.

Entrada do Hotel Nacional

Além de encontros históricos, o Hotel Nacional também foi palco de um marco para Cuba, pois em 1933 lá ocorreu o bombardeio que levou ao Golpe Militar de Fulgêncio Batista,  conhecido como Batalha do Hotel Nacional, que deixou muitos furos e marcas na edificação.

Os carros antigos nos remetem ao passado

Já, na década de 1940 a máfia comandada por Lucky Luciano passou a tomar conta do hotel, o que é dramatizado no filme O Poderoso Chefão parte II. Entre 22 e 26 de dezembro de 1946 ocorreu na suíte presidencial do Hotel Nacional a primeira reunião das “Famílias da Máfia”.

No Hotel Nacional havia um luxuoso cassino e muitos milionários do cenário mundial circulavam por lá.

Tatá Lazzuri

Após a Revolução Cubana Fidel Castro nacionalizou o Hotel Nacional e, logo após, todos os cassinos foram fechados e os jogos proibidos.

Jardins do Hotel Nacional

Vista do fundo dos jardins do Hotel Nacional

Espaço para casamento nos jardins do Hotel Nacional

Assistimos a uma cerimônia do restaurante do Hotel

Vários pavões espalhados pelo jardim

O interior do Hotel Nacional Detalhes da decoração

Restaurante Hotel Nacional – dica para jantar

Look: vestido Osklen, camisa Zara, sandalia Birkenstock e bolsa Chanel – Havana é muito quente! 

Salon de Fumadores Hotel Nacional: para comprar os charutos, fumar e beber um bom ron!

Até 1991 Cuba esteve praticamente fechada para o turismo o o Hotel foi usado para acomodar diplomatas visitantes e funcionários de governos estrangeiros. Em 1991 o colapso da URSS forçou o partido comunista cubano a reabrir Cuba para os turistas e o Hotel Nacional voltou a recebe-los.

Até hoje visitar o Hotel Nacional é requisito essencial em Havana!

Sobre a hospedagem, nós não recomendamos que se hospede lá, visto que nos disseram que os quartos não foram modernizados e são bem antigos, inclusive com carpete no chão. Outro ponto importante é que o Hotel Nacional localiza-se no bairro do Vedado em Havana e na minha opinião hospedar-se em Havana Velha é muito melhor.

Recomendamos que você almoce no Restaurante La Barraca nos jardins do Hotel, passeie pelos salões, observe as fotos da parede e curta a vista do jardim. Caso resolva conhecer o hotel durante a noite, jante no restaurante do Hotel Nacional.

Obs. Assim como a grande maioria dos restaurantes em Cuba nenhum dos restaurantes do Hotel Nacional aceitam cartão de crédito, por isso leve dinheiro. 

Endereço Hotel Nacional: O, Vedado, Postal Code: 10400, Cuba, Calle 21, La Habana, Cuba.

Para mais dicas de Cuba, clique aqui. 

Caso queira dicas específicas, comente no post ou envie um e-mail para renunes01@gmail.com.

bj bj bj e ótima semana.

 

Rê Nunes