Dia das Crianças por Celine Vilatoro – Look do dia das crianças

O dia das crianças foi quarta-feira e uma amiga querida escreveu sobre o assunto aqui para o blog. Bem, como ela é mãe de um babyzinho muito pequenino ainda, o Felipe lindo, ela somente conseguiu finalizar o post ontém! Totalmente justificado, certo?! Curtam o relato desta mãe tão querida:

por Celine Vilatoro

Esse é o meu primeiro dia das crianças como mãe. Meu filho nasceu no dia 20 de agosto deste ano, chame-se Felipe e é a coisa mais incrível. Uma frase que resume como me sinto no papel de mãe é que “Nada é como antes”. O céu é diferente, as pessoas são diferentes, assim como a morte, o nascimento nos dá umaoutra perspectiva da vida. Pode até parecer que estou tendo uma visão romântica, mas é como nossas mães sempre nos falavam… “espere quando chegar a sua vez”.. e não é que elas tinham razão!!!. Tudo muda de verdade, mas não que abdicamos de ser quem somos para se tornar mãe, não, não é isso. Na verdade, mantemos nosso envolvimento no trabalho, nas amizades, nos projetos e o mundo ao nosso redor como sempre foi, no entanto, a partir de agora sempre haverá uma prioridade, um pedaço da nossa mente estrá ocupado com esse novo assunto.

No inicio da minha gestação me deixei levar pela expectativa de ter uma menina. Ficava imaginando como seria. Ela herdaria meu guarda- roupas, teria uma princesinha, uma bonequinha para vestir ela da forma mais linda. No entanto, veio o Felipe e como bem diz uma querida amiga, Fernanda Mustacchi, mãe da Laura, estou fadada a brincar de “gol a gol”  para o resto da vida. Brincadeiras à parte, o Felipe veio para a pessoa certa. No fim veio suprir o meu lado moleca, pois sempre fui aquele tipo de menina que mesmo gostando de brincar de barbie, curtia mais ainda soltar pipa, brincar de policia e ladrão e artes marciais. Talvez eu não seria uma boa mãe de menina, faria dela uma maloqueira no final das contas, para delírio  da mãe, sogra e tias corujas.

Hoje aceito com explendor meu papel de mãe de um menino lindo, fofo e simpático, e alivio a vontade de brincar de boneca com as filhas das amigas, acompanhando elas se tornarem lindas mulheres no futuro. Falando nisso e em homenagem ao dia das crianças, vou falar um pouco pra vocês da Laura, uma menina linda, de 5 anos, que sem exageros, tem tudo para ser a próxima “it girl” de São Paulo. Ela diz que quer estudar moda e já sabe seu estilo, o que o que cai bem para ela, coisa que tem muita mulher madura que ainda não descobriu. Ela gosta de tiaras e óculos aviador, seguindo totalmente na contra mão das meninas de sua idade, que só pensam em princesas e querem se vestir de rosa. Claro que ela tem esse lado menina, e com o apoio de sua mãe consegue sempre destacar-se pelo bom gosto na escolha de suas roupas, sem nunca perder o seu lado criança.

A dica aqui é que não importa a idade, é importante descobrir o que nos favorece, qual roupa faz melhor nosso estilo e se é certa para nossa idade, para nos sentirmos confiantes e plenamente à vontade em nossa pele, arriscando, experimentando, essa é a maior diversão da moda. E como mãe, só recomendo a experiência, não há coisa mais incrível que possamos vivenciar. Ser mãe ou pai, amplia nosso conceito de Nós.

 

Look do dia das crianças:



beijos e até a próxima!

Mais posts sobre este assunto:

5 comments

  1. Incrível, fiquei emocionada! Quem me conhece sabe que o meu desejo de ser mãe vem aumentando a cada dia… Infelizmente o trabalho e os estudos ainda me impedem de realizar esse sonho… Mas imagino que deve ser algo magico e único! Realmente só vivendo para saber… Um grande beijo

  2. Cê….quem te viu…e quem te vê……

    Ë isso ai…. ser a mãe de menino, Roberto Augusto, foi a melhor coisa que pode acontecer para uma mãe principiante, no meu ponto de vista e por experiência de quem depois, teve uma menina linda…que foi minha princesinha Amanda!!!!

    beijos querida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *