Dicas de Restaurantes em São Petersburgo – Terrassa

São Petersburgo é sensacional em todos os sentidos, uma cidade recheada de cultura, história, restaurantes incríveis, paisagens deslumbrantes e muito, muito luxo.

Com a proximidade da próxima Copa do Mundo na Russia, algumas amigas irão acompanhar os maridos nas viagens e tenho recebido perguntas sobre o que fazer em São Petersburgo. A resposta é simples: fique tranquila, São Petersburgo tem muitas coisas incríveis para fazer!

Para retomar as dicas da Russia, resolvi preparar uma lista com alguns restaurantes legais em São Petersburgo. Já aviso que mesmo tratando-se de um país super difícil de se comunicar, quando o assunto é restaurante bacana em St Petersburgo não tem erro, afinal a quantidade de restaurantes bacanas e é imensa!

A lista dos Restaurantes está lá no final do post! 

Outro ponto que merece destaque é que São Petersburgo é uma cidade extremamente segura, pelo menos na região que estávamos hospedados. Eu sempre priorizo andar a pé aos taxis e poder sair para jantar caminhando sem nos sentir inseguros, é uma coisa que me faz muito feliz…

A noite na cidade:

Estivemos em Saint Petersburg em setembro e a temperatura já era bem baixa para nossos padrões. Recomendo mesmo no verão levar roupas quentes. 

Próximo ao nosso hotel localizava-se a Catedral de São Isaac, a maior Catedral Ortodoxa de São Petersburgo. Dizem que em sua cúpula há mais de 100kg de ouro puro e estes e outros detalhes contarei em outro post, pois nós pudemos subir na cúpula de mais de 100 metros de altura e fotografamos a cidade Russa em ângulos incríveis.

A Catedral de São Isaac não possui a tradicional arquitetura das igrejas russas, ela está muito mais para as igrejas neoclássicas da Europa Ocidental.

Rio Moika, afluente do Rio Neva

E vamos falar sobre os restaurantes! Encontrar onde comer em São Petersburgo é tarefa fácil, mesmo tratando-se de uma língua impossível de se decifrar qualquer palavra.

O número 1 em nossa lista de Restaurantes em São Petersburgo é o Terrassa.

O Terrassa é um restaurante que fica num rooftop (amo!) incrível, com uma das vistas mais lindas da cidade, bem agitado e com excelentes opções no menu e na carta de vinho.

A entrada do Terrassa é por uma espécie de Charcutaria toda moderna, bem legal.

Ao entrar no Terrassa a área externa já nos chamou a atenção e não tivemos dúvidas, mesmo tratando-se de uma noite gelada, optamos por sentar na varanda. Mas isso não é um problema, a área é climatizada e eles fornecem mantinhas, o que deixa tudo muito confortável.
Ao fundo a Catedral de Nossa Senhora de CazãO vinho “da casa”…Em todos os restaurantes mais bacanas haviam sempre pastas, risotos e sushis! É muito comum ter o peixe cru em restaurantes que também servem massas. Ah, vale experimentar o famoso caviar, sempre presente nas entradas. 

…ah, os doces…

Os russos comem muito bem…

Saindo do Restaurante fomos para uma rua de baladas que há pertinho do restaurante, bem divertidas e loucas.

Look: Vestido Urban Outfitters, Casaco Zara, Bolsa Chanel

Lista de Restaurantes em São Petersburgo:

  1. Terrassa: para jantar, sente na sacada, comida internacional.
    Faça reserva através do concierge do seu hotel.
    Site: en.ginza.ru/spb/restaurant/terrassa
  2. Volga-Volga: restaurante para jantar no fim de tarde, pois o por do sol no rio Neva é muito maravilhoso! O barco faz um tour super bacana e sofisticado pelo Neva.
    Faça reserva através do concierge do hotel.
    Site: en.ginza.ru/spb/restaurant/Volga-Volga
  3. The Idiot: restaurante para almoçar num ambiente russo das antigas! The Idiot foi o restaurante mais russo que nós fomos. Parece uma casa de família, com decoração típica e uma referência à obra de Dostoiévski.
    Restaurante simples, para almoço.
    Site: idiot-spb.com/eng    
  4. Schast’ye: restaurante super especial com decoração linda e vista na frente da Igreja de São Isaac, recomendamos.
    Site: schastye.com/we

Além destes restaurantes, caso você queira mais opções, acesse o site Ginza, que há uma série de opções em algumas cidades da Russia e ainda, já dá para fazer a reserva e conferir os menus e valores!
Site Ginza: en.ginza.ru/spb

Espero que tenha gostado do post e das fotos e caso queira mais Dicas sobre a Russia e  São Petersburgo clique aqui!

bj bj

Rê Nunes

10 Melhores Restaurantes de São Paulo – na minha opinião, em 2017!

São Paulo é uma das cidades mais fantásticas do mundo no quesito Gastronomia. Encontramos em SP os melhores restaurantes, mais variados e para todos os bolsos.

Acredita que entre tantas opções disponíveis, às vezes ficamos na dúvida e acabamos rodando, rodando e caímos nos favoritos, deixando de experimentar novos sabores.

Por isso, resolvi postar a minha lista “Top 10 Restaurantes em SP – neste momento”, destacando alguns que amo e frequento com recorrência.
Ah, deixo claro que na minha lista pode não conter restaurantes sensacionais ou premiados do tipo um Jun Sakamoto da vida, afinal eu listei restaurantes que eu vou com frequência e realmente fazem parte do meu cotidiano, respeitando estes super tops que eu até já fui e realmente vivenciei uma experiência surreal, mas que neste momento não fazem parte do meu cotidiano, ok?!

Segue a lista:

  1. Le Jazz – o que mais amo! Não consigo deixar de amar o Le Jazz e se bobearmos, rodamos, rodamos e acabamos indo pra lá. O Le Jazz é meu favorito em SP por seu ambiente, comida e serviço.
    Dica de ouro: Vá aos finais de semana e peça os Moules – meu prato favorito na vida! Peça para vir com pão quentinho. 
  2. Le Manjue – amo o cardápio e o conceito do Le Manjue. Toda a questão orgânica que se estende até a carta de vinho me encanta.
    Dica de Ouro: Diferente de todos que amam a ganache, eu gosto muito mais e recomendo o Brigadeiro com Geléia de Pimenta. 
  3. Esther Rooftop – apaixonei recentemente e já estou com planos de frequentar…. Ambiente nota 1000 e comida bem bacana. Tente sentar na sacada.
    Dica de ouro: peça o drink Crème Brûlée como sobremesa, em vez de um doce convencional. Este drink é fantástico e bem docinho…
  4. Chez Oscar – adoro o ambiente do Chez e além disso a comida é muito deliciosa. Se for jantar dê uma esticadinha no Bar de Cima.
    Dica de Ouro: peça o Nhoque Rústico (água na boca de pensar) e para beber a Sangria. 
  5. Teus – recomendado por uma amiga, a Celine, virou nosso ponto de encontro. A Celine é amiga dos proprietário e de toda a equipe que trabalha por lá, que atende a todos os clientes maravilhosamente. Comida show.
    Dica de Ouro: Pet Friendly. Dá para ir com o cachorro e sentar super confortavelmente dentro do restaurante ou na área externa. 
  6. Maní Fantástico, um dos que mais amo e está nos meus favoritos há alguns anos…
    Dica de Ouro: peça o Couvert e delicie-se com o Biscoito de Polvilho mais especial do mundo! Tem dias que tenho vontade de nem pedir o prato e continuar me deliciando apenas com o biscoito…
  7. Jam – já considero o Jam um clássico em São Paulo, pois há muitos anos ele é o meu restaurante japonês favorito. Eu não entendo sobre a qualidade do peixe, se é tradicional ou não, o que eu entendo é tudo por lá me agrada demais, principalmente quando rola uma musiquinha ao vivo.
    Dica de Ouro: para quem ama trufa, como eu, peça o Ussuzukuri Trufado. Uma espécie de carpaccio com um dos melhores molhos que já comi. 
  8. Mori – alguém mais curte, às vezes, ir num restaurante japonês para “comer até morrer”? Às vezes eu tenho vontade de comer loucamente e o Mori é o lugar que mais amo para isso, um dos poucos rodízios que adoro.
    Dica de Ouro: Harmonize o sushi com Espumante. o Mori tem algumas opções de vinho bem bacanas, o que eu prefiro no lugar do saque.
  9. Cabanaa hamburgueria favorita do Tatá, neste momento!
    Dica de Ouro: tem opções de vinhos em taça e, para quem está procurando manter a forma, tem algumas opções legais de salada. Para quem não está muito preocupado com isso, peça a batata trufada.
  10. Frutaria São Paulo excelente opção para quem quer levar o dog para passear. Agora tem até prato para os cachorros, sensacional. Várias opções saudáveis bacanas no menu.
    Dica de Ouro: Salada de salmão defumado com amêndoas, deliciosa. Para quem ama o encontro do doce na salada esta é a melhor escolha. 

E então gostou?

Adoraria que você deixasse agora a sua opinião sobre os restaurantes e as suas Dicas de Restaurante em São Paulo, afinal conhecer lugares novos nesta cidade tão incrível é bom demais.

bj bj bj e ótima semana

Rê Nunes

 

Dica de Restaurantes em Havana – Cuba

Olá Gente!

De todas as viagens que já fiz na vida Cuba com certeza é a que teve mais repercussão! Também, nada mais justo, estávamos em Havana durante o furacão Irma e a experiência foi única.

Em decorrência do Furacão nossa viagem que duraria apenas 5 dias, passou para 10 e, assim, pode ter certeza que após este período relativamente longo em Havana temos muitas dicas e históricas para contar…

Por isso, indiferente deste post, caso você eseja organizando viagem para Havana ou tenha alguma dúvida quanto à cidade após o Irma, entre em contato comigo através do e-mail runes@gmail.com que adorarei passar informações e dicas!

Agora vamos falar do que interessa: Dicas de Restaurantes de Havana e Quais são os melhores restaurantes da Capital de Cuba!

Antes de passar a lista quero explicar que quando você ler ou escutar a palavra Paladar significará que tal Restaurante “não é do governo”, ou seja, é particular (indiferente do governo ter participação em tudo, ele não é 100% do governo, compreende?!). Muitos outros restaurantes, geralmente mais baratos, são do Governo e não carregam este termo Paladar.

1. La Guarida: O melhor de Cuba! Comida maravilhosa, ambiente incrível e atendimento impecável (é um Paladar).
★ Importantíssimo: precisa de Reserva. Assim que decidir fazer a viagem já acesse o site para fazer a reserva visto que o restaurante está sempre com as reservas cheias.
▲Site para a reserva do La Guarida: bit.ly/laguaridahavana
Sobre a reserva: após muitos dias de solicitação feita, o restaurante lhe enviará um e-mail de confirmação, mas assim que você chagar na cidade peça para que seu receptivo, hotel ou alguém na casa que estiver hospedado entre em contato com o La Guarida e confirmar.
Nós estivemos no La Guarida para o jantar.
♥︎ O que eu amei e recomendo: Pescado del dia Estilo Caimanero – CUC 18,00 con Plátano maduro frito (banana frita chips quentinha, humm, incrível…) – CUC 2,50 e a deliciosa Sangria – CUC 4,00!
✓ Tatá curtiu e indica: Ropa Vieja (carne desfiada especial com arroz e outras cositas, clássico Cubano…) – CUC 16,00 e Mojito – CUC 4,00. 

2. La Fontana (Paladar): Restaurante bacana com comida deliciosa e a clássica música cubana!
Nosso primeiro jantar em Havana, foi delicioso!
▲ Site La Fontana: bit.ly/lafontanacuba.
♥︎ O que eu amei e recomendo: Entrada: Coctel de Lagosta e Camarão – CUC 7,00. Prato principal: Risoto com frutos do mar – CUC 13,00. 
✓ Tatá curtiu e indica: Costilla de Cerdo Adobada (costela de porco) – CUC 9,00. Heineken – CUC 3,00. 

3. Paladar San Cristóbal: Considerado entre os melhores restaurantes de Havana. Menu super completo e incrível.
▲ Site Paladar San Cristóbal: bit.ly/paladarsancristobal
★ Chegando em Havana faça contato para reserva! Tentamos e-mail com antecedência, mas não tivemos resposta…!

4. San Cristobal Panoramic Restaurant – Hotel Manzana Kempinski: Restaurante bem sofisticado que para falar a verdade sempre faz lembrar mais a Russia do que Cuba! Coloco este restaurante na lista dos favoritos pois a VISTA do Rooftop faz a grande diferença. O atendimento, menu, carta de vinho são extremamente diferenciados, o que nem acho que faça muita diferença, afinal o bacana de estar em Cuba é VIVER CUBA!
★ Recomendo reservar mesa externa para jantar e curtir a vista!
▲ Durante o dia suba para tomar um drink no Rooftop.
♥︎ O que eu amei e recomendo: Pasta com frutos do mar, sensacional!

5. Restaurante Hotel Nacional: uma viagem no tempo! O Hotel e Restaurante são históricos e cenário do segundo filme da trilogia O Poderoso Chefão (como amo!!). Vale muito jantar, ouvir a música clássica e observar os detalhes deste lugar surreal.
♥︎ O que Eu e Tatá amamos e recomendamos: macarrão com frutos do mar – CUC 11,00. 

6. La Barraca – Jardins do Hotel Nacional: restaurante super gostoso para almoço. Comida excelente, num ambiente lindo.
★ Confirmar se este restaurante está em funcionamento. Infelizmente após o Irma notamos que ele foi muito destruído.

7. La Vitrola – Plaza Vieja: Restaurante super animado, com linda decoração e música cubana de qualidade! Recomendo para o almoço ou para um delicioso Mojito.

8. Café Paris: Restaurante bom e barato para almoço em Havana Vieja. O Restaurante é simples, com música ótima e preços acessíveis.
Eu escolhi a pasta com camarão, mas eu não recomendo, pois o molho não é muito gostoso.
 ✓ Tatá curtiu e indica: Peixe com camarão, delicioso! Eu experimentei e também recomendo. 

9. Anacaona – Restaurante Saratoga: Restaurante com decoração Marroquina incrível e comida maravilhosa. O restaurante é zero Cubano, por isso não o considero como prioridade! Em Cuba, dê prioridade aos restaurantes Cubanos, Paladares… Agora, caso você queira um lugar mais calmo, com sabores sofisticados num clima calmo e 5 estrelas, vá até lá.

10.  R. Orozco – Callejón del Chorro: Esta pequena rua em Havana Velha é repleta de restaurantes tipo casa de família deliciosos, vá até lá e veja qual mais lhe agrada, pois todos são ótimos! Em nossa última noite em Havana decidimos comer num restaurante bem local, e a Callejón del Chorro é uma ótima rua para isso, pois é cheia de mesinhas na calçada, num ambiente super animado e turistas muito felizes com os sabores.


♥︎ O que Eu e Tatá amamos e recomendamos: nós escolhemos um “combinado” com lagosta, camarão, congris (uma das coisas que mais amei! é uma mistura de arroz e feijão muito especial), banana verde frita e Mojito! 

11. Buena Vista Social Club no Restaurante El Guajirito: O show de antigos membros do Buena Vista Social Club e artistas Cubanos tem que ser assistido. O evento é obviamente para turistas, mas é muito muito incrível. Compre os tickets com jantar, cerca de 50 CUCs totais.

Bom, estes são alguns dos Restaurantes que estivemos durante nossos 10 dias em Havana. Qualquer dúvida, faça contato através do e-mail: renunes01@gmail.com ou deixe seu comentário lá no topo do post!

Caso tenha mais algum restaurante para recomendar, comente que o acrescentarei na lista.

▲ Últimas observações importantes: 

  • 1 CUC = 1 Euro
  • Baixe o app Maps.me e faça o download do mapa de Cuba offline. O mapa funciona muito bem, até mesmo como GPS mesmo sem conexão.

É isso, gostaram?

Havana é incrível, visite e curta muito.

bj bj e ótimo fim de semana.

Rê Nunes

Dica de Lanzarote: Jameos del Agua

Olá!

Hoje é dia de nova Dica de Lanzarote! 

Como já contei anteriormente, as Ilhas Canárias nunca esteve na minha lista de lugares que sonho em viajar, entretanto fui surpreendida a tal ponto que hoje já trata-se de um lugar que pretendo voltar.

E se você também sente vontade de conhecer lugares especiais pelo mundo, Lanzarote é um destino que  deve constar em sua lista de desejos. 

Para ilustrar um pouco do que é Lanzarote, quero dar uma dica de viagem muito especial, um espaço natural, centro de arte, cultura e, ainda, restaurante, chamado Jameos del Agua.

Basicamente o Jameos del Agua é uma espécie de gruta que por estar abaixo do nível do mar, tem uma piscina formada bem no centro, em razão das águas marítimas que lá adentra!

Meu look de viagem: Camiseta podrinha Osklen, Saia vintage Burberry, boot Osklen, Bolsa Chanel.

Assim como todo viajante experiente, decidido que iríamos para Lanzarote para o Tatá fazer o Ironman, eu passei a procurar o que fazer em blogs, aplicativos e redes sociais. E sabe que nas minhas pesquisas o nome que constantemente surgia é do artista modernista, pintor, escultor e ativista do movimento sustentável: César Manrique, o que não ocorreu à toa.

Manrique, hoje já falecido, construiu lugares e obras surreais em Lanzarote e com certeza tornou a ilha ainda mais mágica e especial – no fim do post postarei uma lista com os lugares “tem que ir” de autoria de Manrique.

Arthur e Vivi, Fabíola e Leandro, Tatá

Voltando a falar sobre este lugar, o Jameos del Agua, há muitos anos, após o vulcão La Corona entrar em erupção e suas lavas formarem esta espécie de gruta, Cesar Manrique resolveu transformar tal local num complexo inimaginável. A construção natural com interferência artística, resultou num lugar feito para apreciar, ser encantado, observar, tomar um delicioso vinho e conhecer mais sobre Manrique.

Sentar em frente à água é um convite à reflexão, um momento de agradecer a sorte de estar num lugar deste…

Dando um ar ainda mais mágico a este lugar, uma espécie de caranguejinho minúsculo vive dentro desta “piscina natural” dentro da gruta e parecem estrelinhas brancas radiantes. Estes caranguejos que possuem cerca de no máximo 1cm são albinos e cegos e dentro da água parecem ser fluorescentes.

A luz natural adentra incrivelmente…

Os caranguejos albinos! 

O contraste entre as pedras vulcânicas, o azul da água, o verde das plantas e o branco colocado sabiamente por Manrique enchem os olhos…

A luz batendo na água cria uma cartela de cores impressionante.

Tudo é tão lindo que é difícil de acredita que é real! Todos ficam boquiabertas lá dentro. 

No alto da gruta existe uma abertura por onde a luz adentra e quebra a escuridão.

Eu e o Tatá temos o hábito de fotografar pessoas que não conhecemos por aí. Este clique foi dele e eu amei! É tão interessante capturar o que as pessoas estão fazendo, ainda mais nestes lugares… Este senhor acima estava registrando detalhes do Jameos Del Agua minuciosamente. 

Ele e Eu

Vivi e Arthur

Fabí e Leandro

Olha só que interessante o ambiente do restaurante no Jameos del Agua. Manrique criou em volta da água, um restaurante e uma espécie de auditório, aproveitando as formações naturais deixadas pelas lavas do vulcão e o som criado nesta espécie de caverna ou gruta:

E se você me perguntar se o restaurante é caro ou se a comida é sofisticada, eu lhe direi: depende! Para mim, a experiência de curtir este ambiente, tomar um belo vinho rosé local e comer uma salada com um peixinho, é sensacional. Acredito que o investimento vale muito a pena e não é nada muito diferente do que encontramos em restaurantes comuns na ilha.

 

O garçom, típico espanhol!

A saída da Gruta para o andar superior…

Repare o tom turquesa das águas…

E assim encerro este post sobre o Jameo Del Agua! Ainda postarei mais fotos do outro ambiente deste lugar encantador.

Fotos: Tatá Lazzuri e Re Nunes

E você, gostou da Dica de Lanzarote? Ficou com vontade de conhecer este lugar?

Caso você tenha em sua lista de destinos Lanzarote ou esteja pensando em fazer um Ironman por lá e queira mais dicas, envie-me um e-mail para o renunes01@gmail.com que amarei compartilhar dicas.

Para conhecer mais sobre Lanzarote, nas Ilhas Canárias, clique aqui!

Endereço dos Jameos del Agua:
Carretera Arrecife-Orzola, S/N, 35520 Haria, Las Palmas, Espanha.

Site Jameos del Agua:
cactlanzarote.com/cact/jameos-del-agua

Quanto custa entrar no Jameos del Agua?
9 euros

Precisa reservar lugar para o restaurante?
Em maio, mesmo a cidade estando relativamente cheia em razão do Ironman, todos os lugares turísticos de Lanzarote estavam muito calmos, não precisa de reserva para nada!

Lista de obras de Cesar Manrique em Lanzarote, que eu recomendo visitar:

1. Jameos del Agua;
2. Fundação César Manrique;
3. Mirador del Río;
4. Jardim de Cactos;
5. Restaurante do Parque Timanfaya.

É isso! bj bj

Rê Nunes

Dicas de Vinícola em Cape Town: La Chataigne – Franschhoek

Um lugar que realmente sempre me interessa é a região do vinho de qualquer país…!

Eu já havia escutado falar muito bem das vinícolas da Africa do Sul e por isso resolvemos dedicar 2 dias da viagem para degustar e conhecer os sabores e uvas da região de Cape Town.

Num post do passado (clique aqui para acessar!) eu falei sobre o hotel incrível que nos hospedamos em Franschhoek e agora quero contar sobre uma Vinícola super charmosa que visitamos, a La Chataigne.

A La Chataigne é uma fazenda de vinhos encantadora e super diferente e extremamente charmosa.

Os primeiros proprietários da vinícola saíram da Suécia e mudaram-se para Franschhoek em 1972, então as instalações são extremamente minimalistas e escandinavas, do jeito que eu amo!

Para deixar tudo ainda mais charmoso, cada garrafa é escrita por um calígrafo, uma a uma, acreditam? Eu fiquei extremamente encantada e até trouxemos uma para o Brasil.

Agora um pouco desta experiência tão especial:

A entrada extremamente minimalista, achei super interessante…

A degustação foi deliciosa e a responsável pela vinícola deixou tudo ainda mais especial…

Quando eu vi os rótulos escritos a mão, 1 a 1, fiquei mais apaixonada…

A área externa para beber e curtir a paisagem é incrível…

O relevo de Franschhoek é incrível e para quem se programar ir no inverno aviso que as montanhas ficam cobertas de neve! Vimos umas fotos surreais e desejo voltar logo. 

Durante o verão a temperatura é super agradável, não faz aquele calor extremo. 

Adoro palets… 

A responsável pela vinícola, super simpática e receptiva!

E então, gostaram da dica?

Sempre que tenho a possibilidade de visitar vinícolas, em qualquer lugar que seja, opto pelas menores e mais reservadas, geralmente o atendimento é muito melhor e os lugares mais especiais!!!

Endereço da vinícola La Chataigne: R45 to Franschhoek, La Chataigne Wines, Franschhoek, Western Cape, South Africa, África do Sul. 

bj bj bj e ótimo feriado.

Rê Nunes