O que fazer em Ouro Preto? Visitar Igrejas, sim!

Olá!

Eu sou apaixonada por arte, seja ela qual for e de qualquer época ou lugar do mundo.

Estou cotando isso pois, quando comecei a estudar História da Arte, percebi que conhecia (relativamente) bastante coisa sobre a arte fora do Brasil, mas deixava muito a desejar quando o assunto era nosso país! Sensações superadas, após bastante estudo e muita leitura, hoje já sinto-me mais completa, pois minha bagagem de conhecimento aumentou bastante.

Não satisfeita em estudar História da Arte no mundo, acabei resolvendo cursar também História da Arte no Brasil e agora estou imersa neste mundo maravilhoso e artístico que nosso passado tem para oferecer!

Bem, com todo este interesse na arte do nosso país, o primeiro destino nesta minha fase de estudo, tinha que ser Minas Gerais! Minas é um Estado mágico, artístico em todos os sentidos. E as cidades escolhidas foram: Ouro Preto, Mariana e Brumadinho (por conta de Inhotim!).

Sobre Ouro Preto, já passei algumas dicas aqui no blog (link no fim do post) e hoje venho falar sobre um passeio que faz bastante gente torcer o nariz, mas, que garanto, é muito legal: Visitar as Igrejas de Ouro Preto para conhecer a história e a arte que lá estão mantidas.

No que se refere ao passeio pelas Igrejas de Ouro Preto, nós não queríamos errar e queríamos conhecer a história de cada Igreja, por isso fechamos um pacote no Hotel mesmo com uma guia e um motorista que nos levaram para um passeio histórico e artístico riquíssimo, com muita informação.

Nosso guia, o Vavá, é um cara fera, quem tiver oportunidade de contrato-lo, faça!

O nosso tour pelas Igrejas da cidade foi longo, mas eu reservei 2 que mais amei para postar aqui. Ah, preciso destacar que não pudemos fotografar dentro das Igrejas, então, infelizmente, não poderei mostrar tudo o que gostaria sobre Aleijadinho, mas o google é logo ali e tem muita coisa legal, pesquise!

As Igrejas que selecionei para o blog são: Igreja de São Francisco de Assis e Igreja de Santa Ifigênia.

A Igreja de São Francisco de Assis teve suas obras iniciadas em 1766 e foi finalizada em 1810. A história desta igreja é incrível e vou resumir um pouquinho, relatando o que escutei por lá: Antonio Francisco Lisboa, nosso Aleijadinho, era filho de um Arquiteto Português com uma escrava. Aleijadinho era um artista nato e projetou esta Igreja, que tem vários detalhes sensacionais. Ao ser apresentado, o projeto foi vetado, visto que Aleijadinho não tinha “fama”. Para conseguir tal aceitação, o pai de Aleijadinho assumiu a autoria e teve o projeto autorizado. A Igreja então foi construída, numa arquitetura magnífica!

Ah, a Igreja foi pintada por Manuel da Costa Ataíde, o Mestre Ataíde, um dos artistas brasileiros mais encantadores! Sou louca pelas cores e suavidade que ele pintava. Esta é considerada a igreja mais rebuscada dentre todas as outras igrejas da época.

A Igreja de Francisco de Assis é Barroca, mas com muitos elementos Rococós, mistura que pode ser explicada pelo tempo que demorou para a Igreja ser concluída. A fase Barroca objetivava exatamente trazer os fiéis para a Igreja, por isso tanta beleza e um outro tanto de exagero.

Agora as fotos da Igreja:

blog ouro pretoEsta aí é a tal Igreja de São Francisco de Assis. Em sua arquitetura tem vários detalhes que parecem remeter a detalhes de instrumentos de guerra.

DCIM102GOPROMuitos detalhes em pedra sabão. Aí sou eu recebendo do guia Vavá uma aula de história.

dicas de ouro pretoExiste todo um jogo de movimentação das paredes e cúpulas da igreja, que conforme nos aproximamos da construção ou nos afastamos, parece que o prédio muda totalmente,  é bem interessante! Repare nos batentes da porta que são curvados na lateral, parecem até meio que “derretidos” e ajudam nesta “ilusão de ótica” projetada por Aleijadinho.

o que fazer em Ouro PretoOs detalhes arquitetônicos nas torres e decoração que disseram ser uma coisa meio bélica.

 

cidades históricas dicas O trabalhado em pedra sabão é incrível. Os anjos do Rococó, lindos de se ver.aleijadinho arteSão Francisco lindo demais. Obra de Aleijadinho.

Dentro da Igreja de São Francisco há muita arte esculpida em madeira e peças folheadas em ouro, daquela época do ciclo do ouro no Brasil. As pinturas no interior da igreja seguem o estilo Rococó, com as cores branco e dourado. Diferentemente da arte européia, no Brasil não havia mármore e os artistas de viravam, testando materiais e descobrindo maneiras incríveis de pintar a madeira.

Quem entrar na Igreja, recomendo observar com carinho a pintura feita por Mestre Ataíde no teto, é surreal de linda.

Este tipo de Igreja, na minha opinião, deve ser vista como uma obra de arte, um museu, indiferente da religião que você siga! Tudo isso é muito rico, no sentido cultural.

A outra Igreja que separei para postar aqui é a de Santa Ifigênia ou a Igreja de Nossa Sehora do Rosário dos Pretos, que tem uma história bem interessante. Esta Igreja demorou 60 anos para ser construída, de 1730 a 1790, na época em que o Brasil era colonizado pelos Portugueses e ainda havia escravatura. Esta Igreja foi construída pelos escravos para os escravos. Dizem que eles construíam a Igreja no período noturno, pois durante o dia tinha quem trabalhar. Por dentro desta Igreja tem bastante ouro e contaram-nos que os escravos o pegavam da mina de Chico Rei, enrolando no meio do cabelo para ninguém perceber e depois criavam a arte com o tal ouro.

A Igreja de Santa Ifigênia passou 6 anos fechada para restauração e agora está impecável para receber visitas:

dica de viagem blog ouro pretoEu e Ele…

 

dicas de viagem cidades históricasTão linda a escada de pedra muito desgastada…

DCIM102GOPROAmo esta arquitetura neocolonial.

DCIM102GOPROOk, não podia fotografar, mas não resistimos à fazer uns cliques com a gopro, sem fazer mal nenhuma a ninguém. Eu fiquei tão encantada que precisava trazer uma imagem desta para meu acervo!
Quanto ao altar no fundo, é do Mestre Aleijadinho e os detalhes são incríveis. A pintura no interior é de Manuel Rabelo de Souza e apresenta um papa negro.

DCIM102GOPROOs detalhes da igreja são sensacionais, recomendo a visita!

Sabe que quando comecei a estudar história da arte no Brasil, fiquei chocada ao saber que toda esta arte presente em Ouro Preto e região, nunca foi reconhecida como arte internacionalmente falando! Apenas com a chegada das missões estrangeiras que começaram a reconhecer uma arte criada no Brasil. Claro que acho isso um absurdo, pois se tudo isso não é arte, eu já não sei o que mais é!

E então, gostaram? Curtem este tipo de viagem?

O look: macacão Zara (Madrid) | Regatinha e Tênis Osklen | Óculos Ray Ban | Bolsa Balenciaga

bj bj bj e visitem Ouro Preto.

* Para mais dicas da cidade, clique aqui! 

Dica de Viagem: Ouro Preto e Restaurante O Passo

ouro preto post

Olá!

Hoje quero contar um pouco sobre minha decisão por passar o Réveillon em Ouro Preto, um destino um tanto incomum, mas sensacional!

Eu amo viajar para lugares menos “badalados” nos principais feriados, como Réveillon e Carnaval! Eu realmente opto por fugir dos lugares da moda e aproveito para usar os dias de folga para conhecer lugares menos comuns ou viver experiências bacanas.

Pois bem, ano passado eu deixei para a última hora a decisão da viagem de Réveillon. Eu não queria gastar muito, queria evitar os aeroportos lotados e queria paz! Desde o início eu falei: quero colocar havaianas nos pés, comer e beber bem e relaxar!

Sabe que com todas estas exigências parecia difícil encontrar um destino bacana, mas com este país com tantos locais um pouco menos frequentados, foi logo resolvido!

Bem, a idéia teve início com um sonho quase antigo: conhecer Inhotim (primeiro post aqui). Já fazia um tempo que eu estava procurando um feriado que me possibilitasse a ida até o tal museu e percebi que o feriado de final de ano seria perfeito para tornar este desejo real, com direito a curtir as lindas Minas Gerais!

Um dos destinos estava resolvido, entretanto conforme eu já contei no blog, Inhotim fica numa cidade super calminha, chamada Brumadinho, que também não era exatamente o que eu procurava para o dia 31 de dezembro! Assim, ao estudar sobre as cidades da região, a que mais me agradou foi Ouro Preto, um lugar cheio de história para contar, tombada pelo Patrimônio Cultural da Humanidade da UNESCO, com um conjunto arquitetonico inigualável entre as cidades históricas brasileiras, Ouro Preto conta com ótimos restaurantes, festa bacana, hotel agradável, ou seja, na medida exata do que procurávamos! Eu já havia visitado Ouro Preto há 16 anos e quando comecei a ler sobre a cidade e ver as fotos atuais, percebi que o tempo só fez bem para a cidade histórica, que está impecavelmente conservada!

Foi assim que nos programamos e no dia 29 de dezembro partimos de carro para Ouro Preto, saindo de São Paulo!

Sobre a viagem de carro, aviso que é cansativa sim! São quase 700 km de estrada com pontos sinuosos e transito de caminhões, mas garanto que todo o esforço valeu muito a pena! Ao chegar na cidade os olhos foram preenchidos com uma paisagem maravilhosa e a sensação de viagem ao passado, do jeito histórico que amo!

Agora a minha parte favorita, as fotos:

o que fazer em minas geraisem nosso caminho para Ouro Preto…

dicas de ouro pretoChegando na cidade, a paisagem é impressionantemente linda…

dica de viagem minas geraisA escolha da noite: vestido branco Le Lis Blanc, sandália Side Walk e bolsa Balenciaga…

ouro preto dicas de viagemO sobe e desce de Ouro Preto faz da cidade mais especial…

A dica de restaurante: O Passo
O restaurante O Passo é sensacional! Com uma decoração linda, espaços super diferentes e um cardápio diferenciado, O Passo reúne sofisticação num ambiente mineirinho perfeito.

restaurante passo ouro preto dicaRestaurante e Pizzaria

dica de restaurante em ouro pretoEu fui de carpaccio! Tenho fugido da pizza, mesmo amando a tal redonda!

restaurante passos minas geraisUm dos ambientes especiais que eu amei! A mistura dos móveis modernos com a arte e a casa colonial é incrível!

restaurante passo ouro pretoCada ambiente uma cor e um estilo.

o que fazer em ouro preto restaurante passoO detalhe do teto! Amei! 
o passo ouro pretoDecor que mexe com o psicológico, peças que foram usadas em escravos.
O restaurante O Passo retrata bem o carinho e cuidado que a cidade de Ouro Preto tem com sua história!

ouro preto dica de viagemO caminho para o hotel de volta!

Curtiram as fotos?

Subir e descer as ladeiras da cidade é delicioso e em cada cantinho podemos conferir um detalhe arquitetônico que chega a parecer um carinho!

O que visitar em Ouro Preto?
Lugares “tem que ir” em Ouro Preto são vários, como o Museu da Inconfidência, a Matriz de Nossa Senhora do Pilar,   Igreja de São Francisco de Assis e Casa dos Contos, entre outros inúmeros! A lista completa sai num próximo post!

Onde comer em Ouro Preto?
Em Ouro Preto existem vários restaurantes deliciosos com comida típica, naquele esquema que podemos comer a vontade pagando um valor fixo, o que inclui a sobremesa. Optamos por almoçar em restaurantes neste estilo e jantar em restaurantes à la carte.

À la carte: 

– O Passo: o que mais amei! Perfeito para jantar! Disseram que a pizza é incrível, mas não experimentei!
– Bené da Flauta: Tem que ir! Restaurante também com comida deliciosa, decor incrível, vista maravilhosa. Post em breve!
– Café Gerais e Escadabaixo: outro incrível e tem que ir! Destaco que comi carne e estava deliciosa! Post em breve.

Self-Service:

– Chafariz: comida regional bem variada e sobremesas de comer ajoelhado! Amei e recomendo! Post em breve.
– Contos de Réis: comida ótima também, mas o ambiente é quente! Vale a pena, mas prepare-se para o calor! Post em breve.

Onde hospedar em Ouro Preto?
Eu me hospedei no Grande Hotel Ouro Preto Niemeyer e curti muito! Post em breve.

E então gostaram do post? Ouro Preto é incrível e vale a visita! Em breve mais posts com dicas!

bj bj bj e vamos viajar…!

Rê Nunes