Dica de Inhotim: De Lama Lâmina

Inhotim escrita

Olá povo, tudo bem por aí?

Aaaamoooo esta semana entre Natal e Ano Novo! A cidade fica super calminha, as responsabilidades parecem que podem esperar e conseguimos curtir quem a gente ama…!

Também amo aproveitar esta semana para planejar o próximo ano e agradecer o ano que passou!

Dentre os meus planos para 2016 está o My Best Wish! Estou cheia de planos e louca para voltar a escrever e estar mais presente aqui! Depois de uma fase que foquei em ganhar dinheiro com o comércio de fitness (óbvio que continuarei a fazer isso também…) pude perceber o quanto o blog me faz falta! Gente, eu amo real dividir com vocês alguns momentos da minha vida, minhas fotografias e coisas que mexem comigo…

Aproveitando o dia mais calmo, resolvi responder um monte de e-mails do blog que estavam atrasados! Eu arquivei vários numa pasta e deixei para responder com calma, podendo devolver o carinho que eu recebo. Ao responder sobre as dicas de viagem, percebi que tem bastante gente que irá para Inhotim durante as férias e achei sensacional! Como já disse e repito, Inhotim é um dos lugares mais maravilhosos que temos em nosso Brasil.

Para ilustrar tudo isso, eu resolvi mostrar e falar um pouco sobre uma obra chamada De Lama Lâmina, criada de 2004 a 2009, de Matthew Barney.

A obra que está localizada no meio de árvores maravilhosas, trata-se de um domo gigante, feito em aço e vidro e em seu interior encontramos um enorme trator florestal:

inhotim brazil

Eu e o Tatá ficamos impressionados com a obra, contexto e grandiosidade…!

A história desta arte é sensacional. Tudo teve início numa performance realizada durante o carnaval de Salvador de 2004, no qual uma mulher defendia uma árvore de ser cortada por outros homens,  cheia de representatividade, como o conflito entre Ogum, orixá de ferro, da guerra e da tecnologia, e Ossanha, orixá das florestas, das plantas e das forças da natureza. O artista Matthew Barney criou esta obra em torno de uma história incrível, que envolve assuntos extremamente atuais, tais quais os conflitos entre respeito à natureza e crescimento tecnológico.

inhotim dicas viagem

Matthew Barney escolheu criar sua instalação numa mata afastada do núcleo do parque e encontrá-la durante o passeio é uma surpresa deliciosa.

Os domos geodésicos de aço e vidro fazem um contraste incrível com a natureza e as árvores do entorno.

Em Inhotim, não se esqueça de perguntar para um dos monitores que ficam na obra, sobre a história da instalação. É extremamente bacana conhecer os detalhes de cada obra.

inhotim obrasEsta é uma das minhas favoritas…

dicas de viagem brasil

osklen look

Look: Shorts Zara | Regata e Tênis Osklen | Óculos Ray Ban 

Gostaram do Post? Visitar Inhotim é necessário e eu já estou morrendo de vontade de voltar…

Mais sobre Inhotim e dicas para não errar no passeio, clique aqui!

* Todas as fotos do post ou foram feitas por mim, ou pelo Tatá!

bj bj bj

Rê Nunes

 

A Máquina de Ver de Olafur Eliasson em Inhotim

Que Inhotim é mágico, eu nem preciso repetir não é?

Separando as fotos para revelar, resolvi postar obra a obra aqui no blog, com calma, pois tem muita coisa bacana para mostrar deste lugar.

Atualmente, eu tenho me apaixonado lentamente por Arte Contemporânea! Eu assumo que o meu grande amor sempre foi a Arte Moderna, mas em razão do contato que tenho tido com Arte Contemporânea, devo assumir que estou cada dia mais encantada.

Para falar a verdade, o que mais me seduz na Arte Contemporânea é a liberdade que temos de “viajar” em cada obra, emitindo opiniões e sentimentos que se misturam com a obra em si!

Neste mesmo sentido, hoje quero mostrar aqui a mágica Máquina de Ver, do dinamarquês Olafur Eliasson.

A tal Máquina de ver foi inspirada num caleidoscópio, que está posicionado estrategicamente de frente para uma linda mata verde. Observar através deste caleidoscópio é tipo potencializar o poder da visão do que é belo. Ver a beleza do verde da natureza aumentado e multiplicado é sensacional:

dica de inhotim viagemO caleidoscópio metalizado faz uma linda contraposição à natureza
olafur eliasson inhotimÉ interessante que, se observamos através da câmera, seja do celular, seja câmera normal, conseguimos um efeito muito maior da Máquina de Ver!

inhotim dica de viagemNão há como não fazer esta…

dica de viagem inhotimE a criançada adora…! 

Gostaram? Para quem ainda não foi para Inhotim, por favor, vá…!

Look: shorts 7 all mankind | tênis e camiseta Osklen

bj bj bj

Rê Nunes

Dica de Inhotim: Yayoi Kusama e o look usado

Inhotim é um dos lugares mais incríveis que já estive tenho incentivado todos que conheço a visitarem este museu a céu aberto incomparável com nada no mundo!

A quantidade de arte existente em Inhotim é imenso e registrei algumas que mais amei para postar aqui no blog! Mas postarei uma de cada vez, pois é muita informação.

A obra que escolhi para hoje envolve as famosas bolas de Yayoi Kusama com muita botânica!

Yayoi Kusama criou em Inhotim o Narcissus Garden, arte combinada com a obra botânica de Gabriel Neri, influenciada por Burle Marx.

E todos sabemos que Narciso acha feio o que não é espelho…

Narcissus Garden em Inhotim, é datado de 2009. Em resumo, tratam-se de centenas de bolas prateadas, que ficam na superfície da águe ae podem ser movidas conforme a ação dos ventos. A obra é uma versão da escultura que Yayoi fez em 1966 para a Bienal de Veneza.

Agora, a obra através das minhas lentes (ou clicada ou “produzida” por mim!):

inhotim o que fazer viagem

inhotim bloginhotim o que fazerinhotim artistasdica de viagem inhotim dica de inhotim botânica inhotimdicas inhotimEle e eu. Créditos das 2 primeiras fotos para Tatá Lazzuri!

Gostaram?

Look: regata Osklen, shorts Zara, Tênis Osklen, Óculos Ray Ban e Bolsa Balenciaga.

 Para mais posts sobre Inhotim, clique aqui! 

bj bj

Rê Nunes

Dicas de Inhotim – Adriana Varejão – post 1

inhotim dicas

Olá Gente!

Vocês não fazem ideia da vontade que estou de preparar os posts sobre Inhotim!

O que significa Inhotim? Dizem por aí que Inho seria uma abreviação para Senhor, que virou Senhô e que em alguns lugares do Brasil virou Inhô! E Tim, era um senhor ex-dono na região…!

Inhotim é um dos lugares mais lindos que já estive e não resta a menor dúvida que dá o maior orgulho deste paraíso localizar-se em nosso país. Eu, que sou loucamente apaixonada por arte, fiquei alucinada com este lugar, mas não precisa gostar tanto assim de arte para curtir, garanto!

Quanto à postagem, eu pensei e pensei e decidi que dividirei as postagens em quantas forem necessárias para mostrar todos os detalhes deste maior museu do mundo. Em cada post contarei algum detalhe e mostrarei sobre alguma obra, ok?

Quem quiser mais detalhes sobre hospedagem, quantos dias necessários e muito mais, é só mandar e-mail para renunes01@gmail.com.

Sobre Inhotim:

Inhotim é o maior museu de arte contemporânea a céu aberto do mundo. O centro contemporâneo casa arte com botânica de uma maneira fantástica!

O Inhotim é gigantesco, dizem ter cerca de 110 hectares, mas é só estando lá para entender a grandiosidade de tudo isso!

Neste incrível museu a céu aberto está abrigada uma das maiores coleções de espécies vivas entre todos os jardins botânicos do país. Eu, que nem sou muito ligada e nem entendo muito sobre botânica, fiquei encantada e interessadíssima no assunto, mas é pela arte que meu coraçãozinho bate bem forte!

A estória de Inhotim é cheia de riquezas de detalhes, mas super resumirei um pouco aqui no post: Inhotim teve seu início com o interesse de seu idealizador Bernardo Paz pela arte! Segundo o que ouvi por lá, Bernardo Paz era um colecionador de Arte Moderna, mas num certo momento de sua vida, graças ao incentivo incrível artista Tunga, Bernardo mudou seu foco e resolveu investir em Arte Contemporânea, e teve a brilhante ideia de criar Inhotim!

Bernardo Paz foi casado com uma das minhas artistas contemporâneas favoritas, Adriana Varejão, autora de uma das obras mais incríveis do complexo!

Inhotim totaliza cerca de 20 galerias, com obras de 85 artistas de 26 nacionalidades

Com certeza nada no planeta chega aos pés de Inhotim! Além de incrível, trata-se de um lugar que funciona! Organizadíssimo, praticamente sem filas, com uma equipe muito bem treinada, Inhotim se supera em todos os aspectos!

Quanto o tema do primeiro post, não poderia ser diferente, falarei um pouquinho da artista que me levou a conhecer o tal Inhotim, a já mencionada: Adriana Varejão! Desde a primeira vez que vi uma matéria sobre a Adriana enlouqueci com seu trabalho, principalmente nos azulejos, que ela usa muito, desde o início, como base de suas obras.

Adriana Varejão é uma artista plástica, mega consagrada, que eu acho linda e estilosa, e muito conhecida também fora do Brasil.

Adriana já participou de diversas exposições nacionais e internacionais, entre elas, na Bienal de São Paulo, Tate Modern em Londres e Moma em Nova Iorque.

Para quem ainda não conhece o trabalho de Adriana, eu recomendo uma passadinha rápida pelo google e youtube, pois é delicioso assistir à Adriana falando sobre seu trabalho e sobre a arte, com fala mansa e gostosa de ouvir, ela é encantadora.

Em suas obras, Adriana deixa suas características marcantes, priorizando a cultura brasileira, que ela compara tão bem com lugares e motivos exteriores, momentos históricos e muito mais, tudo com um significado sempre surpreendente.

Os trabalhos mais impressionantes de Adriana parecem envolver paradoxos, como dor e sensualidade… Ela fala sobre um interior inesperado em muitas de suas obras e acredito que as que envolver carne, realmente nos passa exatamente isso! O mix de barroco, com craquelado e azulejo português é brilhante!

Amo as explicações de Adriana sobre seus trabalhos, tudo intenso e incrível!

adriana varejao inhotimEsta é a instalação que estão as obras de Adriana! A arquitetura é sensacional! Reparem na água espelho, que demais!

Panacéia Phantástica: esta obra é sensacional! Um quadrado, revestido de azulejo (esta é uma das únicas obras, ou até a única obra que Adriana usou azulejo mesmo), com plantas pintadas.
Agora o motivo da obra ser tão fantástica é seu significado, genial! Todas as plantas ali pintadas tem uma mesma característica: produzem efeitos alucinógenos. Dizem que Adriana as pintou logo na entrada de sua galeria para que, cada visitante sinta um pouco desta “alucinação imaginativa” e assim curta muito mais as obras ali dentro instaladas! Perfeito, não é?

adriana varejão em inhotim

Um dos azulejos assim explica:

adriana varejao inhotim dicas

Dentro da galeria não podemos fotografar, mas que me perdoe Inhotim, uma fotinho roubada, sem flash  e sem maldade não prejudica ninguém, vai…!

Linda do Rosário: a história desta obra é tocante! Esta parede de azulejos que é recheada por órgãos tão perfeitos que parecem ter vida, é inspirada na tragédia do Hotel Linda do Rosário no Rio de Janeiro. Ao perceberem que o hotel estava condenado, determinaram que todos se retirassem do local, mas um casal, que supostamente tinham um caso extraconjugal, negaram-se a sair, optando por ficar e correr o risco de falecimento em meio ao desabamento. O motivo é simples, manter suas identidades em sigilo! O hotel desabou e os corpos foram encontrados dias depois.

Curioso é que a tragédia tocou não só Adriana Varejão, mas também outros artistas como Marcelo Camelo, que em sua letra de “conversa de botas batidas”, retratou a conversa do mesmo casal!

adriana varejão dicas inhotimA obra Linda do Rosário é intrigante e fantástica! Neste caso, os azulejos não são azulejos!

Ao fundo da foto a obra que parece uma sauna de verdade! Adriana trabalho luz e sombra com tanta perfeição que a realidade confunde-se com a arte.

Carnívoras: No teto, lindas plantas carnívoras pintadas em vermelho! Adoro plantas carnívoras!

DCIM102GOPRO

Celacanto Provoca Maremoto: o nome da obra já é fantástico! Em 1977 um grafite começou a aparecer nos muros do Rio de Janeiro assim dizendo: Celacanto Provoca Maremoto. O grafite foi extremamente divulgado, mas seu significado era um mistério! A frase foi dissipada e começou a ser grafitada pelo jornalista Carlos Alberto Teixeira que explica que a ideia partiu do seriado National Kid, exibido na década de 60, que num dos episódios mostrava o tal celacanto.  Segundo o jornalista, o significado não passa disso!

Enfim, Celacanto Provoca Maremoto de Adriana Varejão é uma obra de arte sensacional! Trata-se de 184 telas (acho que é isso), que parecem ser azulejos portugueses pintados e craquelados, que estão maravilhosamente desorganizados, formando algo abstrato, causando quase que uma vertigem! A sensação é próxima a do tal maremoto! 2 tons de azul conversam lindamente e os olhos não conseguem parar de procurar o começo, o meio e o fim!

inhotim dicas siteOs azulejos barrocos tornam-se tão contemporâneos que só Adriana Varejão poderia ser a autora…!

inhotim dicas blogAdoro os rostinhos dos querubins, extremamente barrocos…!

Passarinhos: ao subir a escada da galeria chegamos à obra passarinhos. Infelizmente não fiz nenhuma foto postável dos passarinhos, mas explicarei! Neste enorme banco branco existem pinturas de passarinhos. Alguns já estão extintos e outros são ainda presentes na natureza. Com o passar do tempo alguns passarinhos foram se apagando dos bancos, pelo desgaste natural, e parece que é exatamente esta a ideia da Adriana, mostrar este paralelo entre a extinção e o desaparecimento.

o que fazer em inhotim

E aqui finalizo sobre a Adriana Varejão!

Gostaram?

Sobre o look, eu postarei fotos melhores, mas a escolha foi básica: shorts jeans, regatinha branca, top confortável, bolsa transversal e tênis!

Shorts 7 all  mankind, regata e tênis Osklen e Bolsa Balenciaga.

Dicas Preciosas de Inhotim:

– Eu recomendo no mínimo 2 dias para visitar Inhotim, 1 dia apenas não é suficiente e 3 são perfeitos!,
– Os restaurantes são ótimos, mas leve algo para comer entre as refeições, pois as opções de lanchinhos não são nada saudáveis, como hot dog, chocolate e sorvete!;
– Hospedagem: hospedei-me no Hotel Estrada Real e achei super digno, recomendo! Ainda prepararei um post, mas qualquer dúvida me mande no e-mail!;
– Tudo funciona por lá, não se preocupe com filas, mas se conseguir, compre os tickets antes pela internet;
– Vá de tênis e roupa muito confortável! Gente, eu vi 2 garotas de salto por lá, não façam isso, por favor!;
– Eu não comprei o transporte pago, pois amo andar! Quem não curtir muito subir e descer o dia todo, compre sim!

Por enquanto é isso! Quem gostou, por favor, compartilhe! E quem puder vá a Inhotim…!

Para encerrar, agradeço ao meu super parceiro Tatá Lazzuri que me aguentou todos estes dias pedindo para tirar um milhão de fotos e ainda escutava reclamação quando queria algo diferente…!

Ainda postarei muito sobre este lugar mágico!

bj bj bj

Rê Nunes