Potsdam – Vale a pena visita sim!

Potsdam – Vale a pena visita sim!

potsdam dicas berlim

Para quem nunca ouviu falar em Potsdam eu farei um breve resumo antes de mostrar um pouco desta cidade maravilhosa!

Potsdam é uma cidade próxima a Berlim, famosa por seu legado histórico, principalmente no que se refere aos Palácios, que foram residência dos reis da Prússia. A cidade conta com 150 edifícios erguidos entre 1730 e 1916 e foi nomeada Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco em 1990.

Entre os vários lugares maravilhosos a se visitar em Potsdam, eu escolhi o Palácio de Sanssouci para a primeira postagem.

Sanssouci, que significa em francês sem preocupação,  foi o antigo palácio de Verão, durante o reinado de Frederico o Grande. O Palácio, em estilo Rococó, é um dos mais maravilhosos da Alemanha, mesmo sendo muito menor que outros palácios da mesma época.

Eu fotografei detalhes do Palácio para mostrar o quanto sua arquitetura é exótica.

Na foto abaixo, observe a entrada do Palácio, que é muito especial! O jardim feito em níveis, localiza-se onde antes havia uma vinha e as parreiras foram mantidas ao redor da escada faz um efeito incrível, principalmente quando olhamos de longe.

potsdam alemanha

O parque onde se situa o Palácio de Sanssouci também merece uma visita com calma! Reparem que coisa mais linda:

look osklen berlinMinha mãe e eu…

O jardim é extremamente bem cuidado e imenso! Dá até para arriscar uma ótima corrida por lá:

jardim palacio potsdam

Meus pais amam conhecer Palácios e lugares históricos em qualquer que seja o destino! Aprendi com meu pai a amar história e sempre que chego em alguma cidade, estudo um pouco da cultura e história local.

ruy carneiro ivone nunes
Adoro esta foto:

look osklen blog

Abaixo a fachada do Palácio de Sanssouci. Quem gosta de visitar palácios pelo mundo poderá notar que ele não pode ser considerado grande, mas realmente os detalhes na decoração da edificação, o torna muito especial.

saia longa osklen

Logo na entrada um corredor que deve ser considerado uma bela galeria! Reparem nos tons de rosa, diferente do convencional.

potsdam ir ou não

A natureza está representada em várias salas do Palácio. No maior estilo rococó, animais, flores e frutas foram talhados nos mínimos detalhes em toda a decoração:

Sanssouci potsdam

As flores talhadas por todo este ambiente são impressionantemente lindas:

palacios alemães decoração

Os lustres também merecem destaque! Reparem que novamente o tema Uvas aparece na decoração:

postdam ir ou não

A visita ao Sanssouci é ainda mais especial, pois conforme pode ser notado, não é um local muito requisitado e muito cheio.

potsdam berlin tips

Nos jardins podemos notar habitantes da cidade que se misturam aos turistas! Eu registrei momentos bem especiais de pessoas desconhecidas e postarei em breve:

potsdam dicas blog

O sol, muito presente na decoração e nos ambientes de Sanssouci:

dica de viagem alemanha

Um dos guardas uniformizados! Parece que viajamos no tempo:

alemanha potsdam

E então, gostou do post?

Para ir à Potsdam de trem, saindo de Berlim é super fácil e rápido. Prepararei para o próximo post as dicas e o nome exato do trem ok? Quem quiser saber detalhes, me envie um e-mail, por favor!

Meu look: Saia, regata e tênis Osklen e Óculos Cartier.

bj bj bj

Rê Nunes

Compartilhe:
Facebook Twitter Tumblr Linkedin Plusone Email

Checkpoint Charlie – o que fazer em Berlim!

Checkpoint Charlie – o que fazer em Berlim!

checkpoint charlin berlin topo

Olá gente! Já que o trabalho está “puxado”, que tal uma paradinha para viajar por aqui nesta quarta-feira?!

Pois bem, o post de hoje é para um casal que eu adoro e embarcará em breve para a Alemanha, a Luana e o Cadú. O casal de amigos pediram-me dicas sobre o que realmente vale à pena fazer em Berlim, tendo em vista que a cotação do euro está longe de ser das melhores e a situação financeira em nosso país está complicada… Por isso querem evitar gastos desnecessários.

Enfim, problemas à parte, eu já enviei a lista must go em Berlin para o casal e aproveitei o assunto para mostrar um pouco sobre o Checkpoint Charlie aqui no blog.

O Checkpoint Charlie já foi foco de post aqui no blog, clique aqui para conferir, quando falei sobre 10 coisas para fazer em Berlim. 

Para quem ainda não conhecem Berlim, eu recomendo fazer uma imersão no passado e aproveitar para conhecer tudo sobre a história da guerra e muro, que são extremamente interessantes.

Como já contei aqui no blog, a fronteira mais famosa entre as ex Berlim Oriental e Berlim Ocidental, durante a Guerra Fria era o Checkpoint Charlie. Quem assiste a filmes que se passaram nesta época, com certeza já viu o local. Os membros das forças Aliadas não tinham permissão para utilizar outra passagem designada para estrangeiros.

Checkpoint Charlie recebeu este nome dos Aliados e o Charlie, foi escolhido em razão da letra C, pois os postos militares eram nomeados em ordem alfabética, de acordo com o alfabeto fonético da OTAN.

Na Berlim atual, o Checkpoint Charlie foi mantido e tornou-se um símbolo da Guerra Fria, representando a separação do leste e oeste. Conforme mostrarei nas fotos, “Guardas Fardados” passam o dia sendo fotografados com os turistas! É bem legal ver… Ah, eu já estive 2 vezes no museu e me emocionei em ambas, não deixe de visitar.

O Checkpoint Charlie de hoje:

dicas de berlinLook de Viagem: Calça Zara (masculina) | Jaqueta Zara | Tênis Aldo

o que fazer em berlimAdoro estas réplicas…

berlim dicas de viagemEu e Tatá…

checkpoint charlie berlinFoto de turista, eu adoro… desapegue do preconceito, turistar é bom demais.berlin blogDetalhes do asfalto…
berlin tipsNeste prédio localiza-se o museu que falei, mas infelizmente não pudemos tirar fotos…

berlin tip checkpoint clarlieStarbucks em frente
blog berlimE o que eu amo estas lambretas… 
checkpoint charlie berlinPlacas americanas…checkpoint charlieOs soldados, americanizados…_DSC5374 dicas de berlim blogE a mulherada adooora…

estação metro berlimO charme das placas de metro em Berlim…

berlim o que fazerNo atravesse a rua e entre num local que tem partes do muro originais e uma linha cronológica com fotos dos momentos históricos, é sensacional! 

Fotos: Rê Nunes e Tatá Lazzuri.

Como chegar no Checkpoint Charlie?
Friedrichstrasse 43-45 – Kreuzberg, 10969 Berlim.
Como Chegar:
U-Bahn: Linha U6, estação Kochstrasse
Ônibus: Linha M29, parada U Kochstr./Checkpoint Charlie

Valor: A entrada no Museu é paga, mas eu recomendo. Para quem não quiser gastar, vá até lá para ver o ambiente e o local que eu comentei ter a ordem cronológica e os pedaços do muro!

Gostaram do post? Como é bom viajar né? Aliás, viajar, fotografar e anotar.

bj bj bj

Rê Nunes

Compartilhe:
Facebook Twitter Tumblr Linkedin Plusone Email

Museu Judaico de Berlim – Jewish Museum Berlin

Museu Judaico de Berlim – Jewish Museum Berlin

dica de viagem berlim

28.02.16

Olá!

Você já esteve em Berlim? Se sim, te convido para relembrar um dos museus mais interessantes da cidade e se ainda não conhece, continue lendo o post e conheça a história deste museu tão cheio de história.

Berlim, na minha opinião, trata-se de uma das cidades mais sensacionais do mundo, que carrega uma história relativamente recente e nos faz viajar no tempo quando a visitamos.

Por todos os lados da capital Alemã podemos conferir arte, muita cultura e lugares que mexem com nossas sensações, causando muita emoção!

Agora, quando falamos em lugares emocionantes, merece grande destaque o Museu Judaico de Berlim, o maior museu judaico da Europa.

O Museu Judaico de Berlin é dividido em 2 prédios, um edifício antigo, num estilo barroco incrível e uma construção moderna, que nos tira o fôlego.

O impressionante prédio, feito em zigue-zague, é obra do arquiteto Daniel Libeskind já é uma atração. Daniel Libeskind é filho de judeus sobreviventes no holocausto e ao desenhar o prédio, usou muita simbologia e teve uma visão artística ímpar.

Área externa:

dicas de berlinFachada do prédio toda revestida em Zincodica de viagem berlimO prédio é imenso e muito alto 

Internamente o prédio nos remete a uma séries de sensações interessantes, mas de uma maneira pesada, afinal estamos falando do sofrimento passado pelos judeus. O museu é totalmente sensorial e em cada sala somos surpreendidos.

Alguns corredores muito altos, vazios e com paredes nuas, nos remetem ao vazio deixado pela destruição na vida dos judeus e num destes corredores está a sala que nos causou as sensações mais fortes, Shalechet ou Folhas Caídas, sala feita pelo artista israelense Menashe Kadshman:

o que fazer em berlin

O chão desta sala é coberto por 10 mil rostos feito de ferro, todos diferentes um do outro e quando pisamos neles os barulhos são altos e ecoados de maneira assustadora. O desequilíbrio causado pelas peças também nos causa sensações bem diferentes. 

melhor museu de berlim

berlim dicas blogO eco no local e a inexistência de luz no final, abala os sentidos.

o que fazer em berlim

Cada rosto é muito pesado e parecem estar gritando e muito triste… Com certeza cada rosto nos remete à sensação de desespero vivenciada pelos judeus. 

museus em berlin dicasQuem passa em outros corredores, pode observar a sala através dos recortes da parede…

Saindo da sala nos deparamos com três eixos que se cruzam e simbolizam as três realidades na história dos judeus na Alemanha.

O Eixo do Exílio leva até uma área externa chamada Jardim do Exílio, outro lugar que mexe demais conosco! As paredes e o chão são inclinados propositalmente para mexer com nosso labirinto, a sensação é bem estranha e tem gente que não consegue caminhar por lá, reparem só:

museu judaico berlin

 É bem estranho andar por estes corredores…

jewish museum berlin

O Jardim do Exílio foi criado para nos causar uma instabilidade, uma desorientação, simbolizando os sentimentos dos judeus ao serem expulsos da Alemanha. As plantas que nascem em cima de cada coluna representa a esperança, incrível né?

O Eixo do Holocausto é outro lugar para viver uma experiência única. Este eixo leva até uma sala com 20 metros de altura, gelada, fechada, que possui apenas uma pequena abertura no teto po onde entra um único feixe de luz. A sensação de solidão dentro desta sala e impactante:

A qualidade da foto está ruim, pois não havia luz e o Tatá usou o ISO muito alto. Eu optei por mantê-la quase original, para demonstrar um pouco da realidade da sala. 

O terceiro eixo, Eixo da Continuidade, é o mais longo e conta com uma escada imensa, cheia de vigas que se cruzam e nos leva à exposição do andar superior. Este eixo simboliza a continuação histórica da vida dos judeus:

melhores museus do mundo

Fotos: Tatá Lazzuri e Rê Nunes

Tem muito mais para conferir, mas acredito que através desta foto já deu para sentir o quanto este lugar é especial!

Horário de Funcionamento do Jewish Museum Berlin: das 10:00 às 20:00, de terça a domingo e das 10:00 às 22:00 nas segundas-feiras.

Endereço Museu Judaico Berlim: Lindesntr. 9-14 – 10969 – Berlim.

E se você ainda não conhece Berlim, eu recomendo incluí-la em seu próximo roteiro. Caso queira dicas, comente abaixo ou me encaminhe um e-mail no renunes01@gmail.com.

Clique aqui para mais posts sobre Berlim! 

bj bj bj e ótimo domingo.

Rê Nunes

Compartilhe:
Facebook Twitter Tumblr Linkedin Plusone Email

Dica de Hotel em Berlim: 25hours Hotel Bikini Berlin

Dica de Hotel em Berlim: 25hours Hotel Bikini Berlin

25hours Hotel Bikini Berlin

30 de outubro de 2015

Olá!

Eu já falei várias vezes aqui no blog que Berlin é uma das cidades que mais amo na vida! Uma cidade que moraria com facilidade.

Geralmente eu gosto muito de hospedar-me em diferentes hotéis, para conhecer cada estilo, até encontrar um que me arranque suspiros e que faça sentir vontade de morar lá…! Óbvio que isso é raro de acontecer, afinal, mesmo em hotéis luxuosos, é difícil nos identificarmos 100%.

Ocorre que, nesta viagem eu encontrei o “meu cantinho em Berlim”! Sabe aquele hotel que você fala “quero viver aqui!”. Não pelo luxo, não por frescuras, mas pelo estilo moderno, pegada orgânica, atendimento sensacional e todo ar ecologicamente correto que cerca o local.

O tal amado hotel é o 25 HOURS HOTEL BIKINI BERLIN, que localiza-se numa região top da cidade. O estilo do hotel é totalmente parecido com o Ace Hotel de Nova York, um dos hotéis que mais amo no planeta! Sabe aquela coisa tão exclusiva quanto um Boutique, sem ser cafona?!

Quanto ao acesso aos pontos turísticos, o Bikini Berlin é praticamente dentro do Zoo, no início da  Kurfurstendamm, a rua estilo Oscar Freire de Berlim. Dá para fazer muita coisa a pé, de bike (não precisa pagar para usar!), tem metro, ônibus, restaurantes, as melhores lojas, desde Chanel até H&M, passando pela minha tão amada Urban Outfitters.

Agora, confira um pouco do hotel que tanto me encantou em Berlim:

melhor hotel de berlim A recepção do Bikini Berlin Zoo, toda feita com elementos da natureza, elementos reciclados e muito mais! O atendimento é surreal. 

osklen lookO hotel conta com salas e ambientes neste esquema, decorado do jeito que amo! Reparem no teto rústico. osklen look blogLook: Moletom Osklen, Jeans Hollister, tênis Osklen, Óculos Evoke, colar Antonio Bernardo, Broche Chanel

look osklenAmei a parede viva com madeiras recicladas e plantinhas…
onde hospedar em berlimTelefone style.  

melhor hotel berlimPara os hóspedes acessarem com privacidade…! 

hotel berlin topEste ambiente com as redes é incrível! 

look topshop…amo um livro antigo…dica de hotel em berlimReparem ao fundo as poltronas feitas de papel…! 

dica de hotel berlinAs caixas de som antigas empilhadas ficaram demais…
look alla scallalook: Camiseta Top Shop, saia Alla Scalla, óculos Ray Ban, mochila Osklen, sapatilha Arezzo.

hotel boutique berlimOs quartos são sensacionais! Várias decorações e vistas diferentes. Eu amei o nosso! 

bikini berlin hotel zooVista do quarto durante a noite! A parede toda de vidro é sensacional. 

dica berlim hotelO corredor, amei o design dos números…

hotel zoo berlimO restaurante do Bikini Berlin também é excelente! O café da manhã é um dos mehores da vida! Com todos os tipos de cereais, seleção de frutas, chás e comidinhas para todos os gostos! Ah, os pães…! Só de lembrar enche a boca de água…! hotel bikini berlinA decoração é top, né?! A vista é do Zoológico! Bem legal ver os animais por todos os lados…! Ah, durante a noite o restaurante é excelente, farei post em breve. dica hospedagem berlimO bar, tão lindo…! 

melhor café da manhã berlimMais do restaurante…!

Endereço do 25hours Hotel Bikini Berlin:
Budapester Str. 40, 10787 Berlin, Alemanha. 

Eu fechei minhas diárias através do Hoteis.com e super recomendo, link:
Site 25hours Hotel Bikini Berlin

Site do Hotel Bikini Berlin:
http://www.25hours-hotels.com. 

E então, curtiram o estilo?!

Qualquer dúvida me mande e-mail no renune01@gmail.com.

bj bj bj

Rê Nunes

Compartilhe:
Facebook Twitter Tumblr Linkedin Plusone Email

O que fazer em Berlim? 10 dicas básicas!

O que fazer em Berlim? 10 dicas básicas!

13 de setembro de 2015

Olá gente!

Organizando os e-mails, mensagens e conversas com amigas, listei os próximos posts sobre viagem!

Bem, eu tenho recebido um monte de pedidos de dicas sobre Berlim, ocorre que, quando fui organizar as fotos para montar o post, percebi o quanto isso será complicado! Girls que ainda não conhecem Berlim, existe uma série de incontáveis lugares para se visitar naquela cidade e eu fiquei até confusa em como montaria os posts!

Berlim é uma das cidades mais incríveis do planeta e uma das cidades que, com certeza, eu moraria. A parte histórica é recheada de emoção e fatos que nem preciso comentar neste momento, né? A arquitetura, os restaurantes, os museus, os parques… uau é demais!

Assim, para facilitar a vida de quem está com viagem marcada em breve para a cidade, eu separei “10 coisas imperdíveis para fazer em Berlim” e com certeza faltará muita coisa. Claro que com o tempo postarei muito mais, mas para começar, separei umas fotos e uma lista que achei um mix de tudo, principalmente para quem terá pouco tempo, anota aí:

1. Passeio de Open Bus ou ônibus Hop On Hop off:
Eu sei que tem gente que vai torcer o nariz, mas eu realmente acho que para ter uma primeira impressão sobre uma cidade ainda desconhecida, é bacana fazer o tour com o ônibus Hop On Hop Off! Eles possuem áudio guia e com certeza passarão e apontarão os principais pontos turísticos! Em Berlim fizemos o passeio no primeiro dia e pudemos nos localizar! A cidade é enorme, é bom visualiza-la através do open bus.

dicas de viagem berlinNo passeio com o ônibus podemos passar por todos os tipos de monumentos e escutar um pouco da história de cada um deles.

dicas de berlimDetalhes do monumento, reparem na fluidez do tecido esculpido e banhado a ouro.  

berlim o que fazerGuarda alemã em um dos palácios, vistos do ônibus… 

dicas de berlin blogO muro em alguns pontos da cidade.

o que fazer em BerlimBerliner Dom – A Cathedral de Berlin – não é um dos meus 10 pontos necessários, mas vale a visita! 

2. Alexanderplatz:
Também chamada de Alex, é uma praça gigantesca (tudo em Berlim é meio que enorme!), possui vários comércios, shoppings no entorno, a torre de tv está ao lado e ainda, uma grande estação ferroviária, meio que central. Em algum momento você vai acabar passando por lá!

3. Brandenburger Tor ou Portão de Brandenburgo:
Já aviso que farei post em breve com detalhes e por isso não postarei imagens aqui! Em resumo, foi construído em 1788 e representa o símbolo da paz. Durante a divisão da cidade, o Portão ficou em terras Orientais, entretanto uma parte do Muro, passava muito próximo ao portão. Após a queda do muro, tornou-se um grande símbolo da reunificação.

4. Holocaust Mahmal:
O assunto guerra me atrai muito! Principalmente a Segunda Guerra Mundial. Adoro estudar tudo o que aconteceu nestas fases e estar em Berlim para entender tudo isso de perto é sensacional! O Monumento ao Holocausto é com certeza um destes lugares que arrepia e nos faz pensar em tudo o que aconteceu por lá. Trata-se de um Memorial aos Judeus, próximo ao Portão de Brandeburgo. A obra abriga 2700 blocos de pedra negra fria, simulando um cemitério, é de emocionar.

monumento ao holocausto

Foto: O barulho do silêncio. Esta foi uma das fotos que fiz e mais amei na viagem… 

5East Side Gallery:
Para quem ama arte de rua, é o lugar must go em Berlim! Já fiz post e vale a pena conferir, clique aqui. 

6. Reichstag, Parlamento:
O Parlamento Federal da Alemanha é aberto para visitação, desde que agendada pelo site. Eu fiz a visita e amei! Também será tema de post em breve, prometo.

7Museumsinsel, Ilha dos Museus:
A ilha dos museus reúne um conjunto de museus construídos como templos da Prússia. É sensacional! Eu visitei 2 dos museus e farei post também, é claro.

8. Checkpoint Charlie:
A fronteira mais famosa entre as ex Berlim Oriental e Berlim Ocidental, durante a Guerra Fria. O local se tornou um dos símbolos da divisão da cidade até a queda do muro. Hoje, trata-se de um museu incrível, que amei visitar, mas infelizmente, não pode ser fotografado. Tem desde o carro que tentava levar alemães orientais para Berlim Ocidental, das maneiras mais inimagináveis. Documentos originais, filmagens, fotografias e muito mais. Sem dúvidas, tem que ir! Eu voltarei na próxima viagem.

Checkpoint Charlie Berlin tips

checkpoint charlie

Checkpoint Charlie berlin

9. Tiergarten:
É o maior parque de Berlim e vale a pena passear e até se perder por lá, pois acredite é simplesmente gigantesco! É incrivelmente lindo e bem no meio da cidade. Visita necessária.

10. Kurfurstenstrasse – rua sofisticada de compras:
Eu sei que todas amamos compritchas em viagens e ainda, ver a moda local, as lojas descoladas.
Tanto na Kurf, quanto em suas redondezas, podemos encontras das lojas mais sofisticadas do mundo, incluindo Chanel e Hermès, até as lojas mais amadas, como Urban Outfitters (yes!).

E então, gostaram? Ajudei?!

O próximo post virá em breve e prometo look, ok?!

bj bj e vamos viajar…

Rê Nunes

Compartilhe:
Facebook Twitter Tumblr Linkedin Plusone Email

East Side Gallery – Dica de Berlim

East Side Gallery – Dica de Berlim

topo east side gallery

Olá!

Hoje resolvi mudar toda a ordem dos posts (sorry quem pediu dicas de Budapeste, mas foi mais forte que eu!). Depois de um dia super chato, no qual eu bati o carro e fiquei super triste, resolvi fazer terapia com minhas fotos (amo ficar separando fotos para imprimir, tratar, postar no grupo das amigas viajantes e tals…!) e acabei morrendo de vontade de publicar sobre a East Side Gallery!

Bem, a East Side Gallery é um pedaço do Muro de Berlim, do lado Oriental, que após a queda, foi pintado por artistas do mundo inteiro, incluindo 2 brasileiros incríveis. Sabe aquele lugar que, por mais clichê que seja, TEM QUE SER VISITADO?! Pois bem, a East Side Gallery é isso aí…! E eu aposto que todos que vão até lá, amam!

O que há de mais legal neste pedaço mantido do muro, é que podemos ver o que artistas tinham para falar naquela época! Analisar muitas das imagens ali pintadas é como viajar no tempo…!

Gente, quem tem minha idade ou mais, recorda-se desta história relativamente recente e maluca, na qual um muro dividia uma das cidades mais importantes do mundo em duas partes, certo?! Eu me recordo do exato momento em que Bial entrava ao vivo para mostrar a queda do muro, vocês não?! Mesmo criança, eu fiquei impressionada com aquilo e passei a estudar para entender como tudo isso podia acontecer! Pois bem, após tanto tempo, pude conhecer de perto a cidade do Muro, sentindo emoções incríveis que contarei por aqui!

Voltando, a East Side Gallery surgiu em fevereiro de 1990, menos de 4 meses depois da queda do Muro e teve um valor simbólico fortíssimo! Imagine, depois de tanta repressão, artistas da época aproveitaram-se de parte do muro, que causou tanto sofrimento, para expressar sentimos em forma de arte.

Agora, as fotos que fiz ou participei por lá, vale observar e refletir:

murodeberlim

muro de berlinEu e minha mãe, encontrando a primeira arte feita por um brasileiro! berlinblogAmo a força simbolica desta pintura!

berlin wallOutra arte belíssima e cheia de conteúdo de um brasileiro…!

berlin oriental tipsO beijo Fraterno, do russo Dmitri Vrubel. Nesta arte, o líder soviético Brejnev beija homólogo alemão oriental Honecker. 

O artista tinha 29 anos ao pintar esta obra, que virou o maior símbolo da queda do muro. Segundo o artista, o tema pintado foi escolhido, mais para expressar um sentimento amoroso que estava vivendo, do que o momento histórico! Vejam só:

“Fomos até ao muro, havia uma pequena cabana com tintas. Estava lá uma rapariga escocesa que me propôs um contrato. Ainda havia guardas da RDA no muro. Não me deixaram atravessar a fronteira. Mas mais tarde quando comecei a desenhar, deram-me água para as tintas”, contou Dmitry Vrubel.

Vrubel não leu o contrato e começou a pintar sua arte. Somente depois da arte feita, percebeu que havia cedido direitos à galeria.

“Um dia pela manhã, eu ainda estava na cama e o meu amigo Alexander Bradovsky chegou e mostrou-me dois jornais. O Berliner Zeitung e o Neues Deutschland, o jornal dos comunistas alemães. O título era “Beijo Fraterno”. Foi assim que eles deram o nome à pintura” recordou o artista.

O momento era tão maluco, que o artista disse que tratou-se de uma imensa confusão! Segundo o mesmo, os jornais interpretaram o desenho à luz dos acontecimentos políticos, mas não era essa sua intenção. O verdadeiro nome da obra é “Deus, ajuda-me a sobreviver a este amor mortal”. Uma referência à paixão não correspondida vivida pelo autor.

“A frase tinha a ver com uma experiência pessoal, com a minha relação com duas mulheres, é uma obra dedicada ao amor, à imagem do amor. Todos nós podemos viver diferentes situações no quotidiano em que nos sentimos presos nos lábios deste tipo de monstro. Naquela altura, era uma imagem das minhas dificuldades pessoais” explicou o artista.

Dmitri Vrubel tornou-se uma celebridade, mas não fez dinheiro com a pintura. Em 2006, refez a obra e doou os três mil euros de remuneração a uma associação.

Em continuidade seguem outras artes super tops:

east side gallery berlimAs raves surgiram por lá, esta imagem retrata muito bem tudo isso!
dicadeberlimAdolescentes visitando o muro e interpretando as artes…
dica muro de berlimEsta é de arrepiar…
berlinwallgaleria muro de berlimberlintips
dica de viagem berlim orientaldica de berlim orientalmuro de berlim dicasmurodeberlimdicasAo contrário do que imaginamos, o muro em si era relativamente fino, conforme podemos perceber na imagem! Ao lado direito a antes temida Berlim Oriental, já, ao lado esquerdo, Berlim Ocidental, que já tinha o muro pintado…! dica de viagem berlimO lado Ocidental da East Side Gallery
o que fazer em berlimUma das coisas mais emocionantes, andar pelo muro…

east side gallery

berlimorientaldicas

Do outro lado da rua, do lado oriental, uma caixa d’agua que foi mantida e também serviu como tela…

Gostaram?

Para chegar na East Side Gallery não tem erro:

Endereço: Mühlenstraße 1 – Friedrichshain, 10243 Berlim

Como Chegar:
S-Bahn: Linhas S5, S7, S75, estação Warschauer Str.
U-Bahn: Linha U1, estação Warschauer Str.

Eu aconselho o METRÔ: Warschauer Strasse. É só seguir pela rua de mesmo nome até ver a Oberbaumbrücke, ponte de tijolos vermelhos com duas torres tipo de castelo. A East Side Gallery começa logo ali e segue para a direita. Você pode ir de bike ou fazer uma boa caminhada. Destaco que são mais de 1 quilômetro de arte e história, da boa, pela frente!

Preço: Grátis

Sobre os souvenirs, eu assumo que comprei! É obvio que sei que aqueles pedaços de muro vendidos por alí são fakes, mas não resisti e arrematei um pedaço com a pintura do beijo! Tá na minha geladeira cumprindo seu papel…

E aí, gostaram?! Esta história tão próxima é sensacional, não é?!

bj bj e em breve muitos posts sobre esta cidade que eu moraria fácil: Berlim!

Rê Nunes

Compartilhe:
Facebook Twitter Tumblr Linkedin Plusone Email