#8 O que não fazer no primeiro encontro ou se der medo, vai com medo mesmo

 

mybestwish

Olá queridas leitoras do My Best Wish,

Nosso primeiro encontro foi no último dia 13 de Janeiro – nesse post – e lembro como se fosse hoje o seu olhar de dúvida na telinha, meio que me aprovando, meio que sem entender o que esse intruso estava fazendo no seu blog preferido.

Fala a verdade, desde que a gente se conheceu seus domingos mudaram, não é? Os meus sim. Afinal não vejo a hora de ler seus comentários, de ter o seu ponto de vista, enfim, de ver que com alguma linhas eu consigo atravessar essa tela e falar na sua cara: Larga a mão de ser tonta, você é maravilhosa do seu jeito e não precisa ser outra pessoa. <3

Parece puxa-saquismo? Talvez, mas a grande verdade é que se cada um de nós – incluindo os homens – se preocupasse somente em ser feliz da maneira que somos, com certeza não iríamos perder tempo com o que os outros acham. Mas aí são outros quinhentos (ou outro post). A grande verdade é que gente feliz não enche o saco..rs

Como não podemos fugir desse mundo de provações e aprovações, o melhor que temos é nos preparar para tudo o que – achamos que – possa acontecer. Não que isso vá resolver, mas pelo menos ajuda um pouco. 😉

E como tudo começa do começo, o primeiro passo para ter o seu amor, amoreco, mole, Bebê, Namorido, Fofucho, tchuco-tchuco ou vida (o pior apelido do universo..rs), é encontrá-lo em um primeiro encontro e fazer bonito para que – desde que te agrade e seja o “seu número” – você consiga que ele te ligue na semana seguinte ( no dia seguinte ele acorda tarde e vai jogar bola ou videogame).

PS: Estou muito cheio de “listas” ultimamente, talvez seja a necessidade de finalizar as coisas, mas se estiver demais, por favor reclamem nos comentários. Att. a Gerência

Então sem mais chôrôrô, coisas que você deve evitar no primeiro encontro se você está de olho em nós:

282960_490422787663497_13676556_n_large

1. Fala muito! Fala muito!

Fala demais para impressionar, cuidado. Quer contar que foi para Austrália, Espanha, Nova Zelândia e Bali, sem respirar. E quando vou perguntar qual tipo de música você gosta, não precisa me falar a discografia da Adele inteira. Eu só queria saber o seu estilo para poder ensaiar uma música que você goste no violão que está encostado lá no meu quarto. Lembre-se é um diálogo. Agora, boca suja? Esquece garota, palavrões “nem fudendo”. ou só…rs

mulher-fala-muito

2. Alô quem fala? Sim, acabei de dar check-in

O mundo está cada vez mais digital, e se esse é o seu primeiro encontro dos últimos 12 meses, com certeza você já passou a semana contando para suas amigas e a ansiosidade não deixou você largar o WhatsApp com a sua #bff. Então, depois dessa overdose tecnológica, larga o celular! Não tem coisa mais chata que falar com alguém que está olhando o celular toda hora. E vai por mim, se você está apostando suas fichas nesse encontro, o olho no olho é matador. Nota mental: Patati Patatá não é uma boa escolha para maquiagem 😉

3. Que fofo!

Ai que Fofo, você é querido e um monte de coisas fofoletinhas não combinam com a atitude masculina. Pode parecer machismo ao extremo, mas se você começa a utilizar esses “jargões”, na cabeça do homem ativa um sensor responsável por dizer: “Sai fora, essa não quer nada e vai te dar o pé na bunda se você avançar o sinal.”. Então se você quer algo, seja clara com o “gato” e não com o “fofo”. O “Fofo” você guarda para o seu priminho de 10 anos que fica todo vermelho quando você dá um beijo no rosto dele na frente de todo mundo no almoço de domingo.

4. Peito, Perna ou Ombro

Parece contraditório com o tópico acima e um cara falando isso, mas como aqui sou agente duplo, essa é a dica “sangue nos olhos” para a guerra. Homens tem um foco único – como eu falei no post esquerda, direita e a outra direita – então potencialize isso. Não mostre demais, “utilize” com moderação um dos seus dotes e somente o necessário. Não é para esfregar na cara dele, mas lembrar que o que é imaginado é muito mais sexy do que o que é visto.

5. Dane-se seu passado

Se estamos saindo com você é que você tem pontos, mas também sabemos que temos outros concorrentes no páreo. Normal. Ele sabe que você atende outras ligações e troca mensagens com outros “amigos” , mas não precisa fazer isso na nossa frente, ou mesmo ficar contando os casos do passado. De verdade, não quero saber sobre os seus “exs”, mas vou fazer cara de paisagem para pelo menos você achar que sou um bom ouvinte…rs Enfim, eu sei que você tem passado, mas se ele é tão bom, por que não ficou por lá?

6. Falta de Confiança

Não sei, não sei. O que você acha: eu tô bem assim. No começo a gente entende que é um charminho de vocês pedindo atenção. E é claro que a gente adora. Mas depois da vigéssima vez que eu te falei que você está maravilhosa e você não acreditou, vou desistir de te convencer. Eu posso te falar o que eu gosto, não decidir por você. Arrisque e tente fazer (ou usar) algo novo, sempre enfrentando os erros com bom humor. Se não der certo, te garanto que a gente adora ter vocês no colo, rindo juntos da própria gafe.

 7. Obrigado, você é muito gentil

O tópico mais polêmico: a CONTA. Não existe nada de errado em dividir a conta. O que acontece é que por um cavalheirismo, geralmente, os homens convidam as pretendentes, e por esse convite e por gentileza, pagam a conta. Mulheres não se sintam mal ou mesmo façam aquele escândalo no restaurante, tentando pegar nosso cartão. Fechar a cara nem pensar, pode estragar todo o clima. A verdade é que gostamos de fazer isso e é uma gentileza de agradecimento aos maravilhosos momentos que acabamos de passar ali. Dica: Sorria, olho no olho – se quiser segure na mão dele – e diga um sincero e profundo “Muito obrigado, você é muito gentil”. Agora, se o encontro ficou meio sem rumo, ou se de repente nenhum dos dois ficou a vontade, nada mais justo e sincero do que falar para o garçom: pode dividir por 2.

first-date-worries-400x300

Claro que isso são só alguns pontos que eu resgatei na memória, mas como diz um poster que está rodando “as internê”: Vá em frente, se der medo, vai com medo mesmo.

<3

Mais posts sobre este assunto:

17 comments

  1. Camilo incríve!!!!!!!!!!l. Uma vez fui num encontro e tava tomando remédio de regime. Fiquei falando descontrolada e o cara sumiu! Você acertou!

    Beijão.

    Flá

  2. Incriiivel !
    Pagar a conta , sempre o momento mais temido de um primeiro encontro ! E VIDA , o apelido mais mela-cueca lindo do mundo ! Quem nunca , não é ?
    Esperando o proximo domingo já !

  3. Acabei de terminar um relacionamento de muitos anos e estou curtindo d+ a nova fase de primeiros encontros. Adorei a dicas. Vi no insta da Re e corri aqui.
    beijos

  4. Ai, vou confessar uma coisa: parece que tenho “preguiça” de ter encontros, sabe? Essa coisa de “não poder, não dizer, não isso, não aquilo” acho chatoooo! Será que é medo de errar?

  5. Acho que uma palavra que resume um bom encontro é EQUILIBRIO!

    Aliás, equilibrio é bom na vida né?! rs Mas mesmo a gente não sendo uma sem noção, chata, loka do ácido num primeiro encontro kkkk, acredito que que ainda exista aquele elemento fundamental pra que a coisa deslanche, que é o “click”, se ele deu, beleza, se não, que venha o próximo econtro! rsrsrs
    bjão Camilo e que venha o próximo texto rs

  6. Em relação ao tópico 7, eu penso que o homem deve pagar a conta! Gente, que feio ter que dividir, se o homem não pode pagar uma conta de restaurante não merece ter mulher não! pronto escrevi!!

  7. Cavalheirismo ahahahahhahahaha
    É pra mostrar quem manda que eles fazem isso. Sejamos racionais, vivemos em uma sociedade capitalista, dinheiro é sinônimo de poder.
    Eu faço questão de dividir, pra mostrar que se o cara quer me impressionar, dinheiro não serve. Eu trabalho, eu tenho dinheiro. Não é pagando conta que cara vai me ganhar. Engraçado que esses cavaleiros que pagam conta e puxam cadeira não tiram uma colher da mesa em casa. E jamais pagariam um almoço para um amigo. Só faz isso quando quer comer alguém.

    Cavalheirismo é um machismo disfarçado. Pq isso envolver o homem fazer coisas que a mulher pode fazer sozinha, tratando-a como uma idiota. De que adianta pagar conta e puxar a merda da cadeira, se não é capaz de lavar o próprio prato? Pq só fazem “serviços de homem”. Não são gentis merda nenhuma.
    Cara que é gentil é em todos os sentidos. Não tem nada de errado em pagar pra mulher comer, o babaca é quando isso vira regra, que ele TEM que pagar pq é home que faz isso e blá, blá, blá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *